Arquivo 19/05/2012--68

Redação
Publicado em 18/05/2012, às 21h00 - Atualizado em 23/08/2020, às 16h34

FacebookTwitterWhatsApp

68 A área de saúde gera infinitas de - mandas e, as cidades do litoral têm um agravante a mais, pois precisam estar preparadas para um iminente problema, o período de alta temporada, quando o número de habitantes salta para mais que o dobro da população local. Em Bertioga, atualmente, isso se traduz nos seguintes números: os 9 mil atendimen - tos no serviço de urgência e emergência, no período sazonal, sobem para cerca de 15 mil. O resultado deste inchaço na deman- da dos serviços é a baixa qualidade no atendimento e a insatisfação dos usuá- rios, devido, principalmente, à falta de pessoal. Para resolver esta equação, a administração pública optou, há dois anos, pela contratação de uma empre- sa especializada em gestão hospitalar, a Fundação do ABC - Organização Social de Saúde. De acordo com o secretário da Saúde, Manoel Prieto Alvarez, esta decisão resultou na qualidade da presta - Saúde Capacidade de atendimento ampliada Na alta temporada, demanda pelos serviços de urgência e emergência sobe de 9 mil para 15 mil, números que exigem investimentos sazonais Prédio ocupado atualmente pelo Legislativo Municipal tem previsão de se tornar mais uma unidade de pronto atendimento, segundo Manolo

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!