Arquivo 19/05/2012--42

Redação
Publicado em 18/05/2012, às 21h00 - Atualizado em 23/08/2020, às 16h34

FacebookTwitterWhatsApp

44 Pioneirismo Anualmente, mais de 40 mil pessoas têm a oportunidade de conhecer Bertio - ga, a partir do Centro de Férias Sesc Ber - tioga como referência - uma visão que repercute positivamente no cenário tu - rístico nacional. As atividades de turismo social desenvolvidas pelo Sesc SP, junto ao público comerciário, iniciaram-se em setembro de 1948, com a inauguração da então Colônia de Férias Ruy Fonseca. Planejada e construída num período em que não havia a atual abundância de protecionismo ambiental, a colônia pro- jetada pelo engenheiro e urbanista Fran- cisco Prestes Maia previa a construção de 300 casas para abrigar 2.400 pessoas por quinzena, num total de 60 mil hós- pedes por ano. Um número expressivo para a época. Em sua inauguração, contava ape- nas com equipamentos básicos e 28 casas pré-fabricadas, com capacidade para atender, no máximo, 200 pessoas a cada temporada de 14 dias. Todos os hóspedes chegavam e partiam juntos nas barcas da viação Santense. Com a expan- são contínua do projeto, atualmente a prestigiada colônia tem capacidade para hospedar em torno de mil pessoas em casas e conjuntos de apartamentos, além de 300 balneários/dia. Possui diversos equipamentos de lazer, como ginásio es- portivo, piscinas, quadras poliesportivas e cinema, entre outros. Primeira colônia de férias brasileira com instalações próprias, serviu como modelo para centenas de similares em todo o país e América Latina. Seu maior mérito foi inserir no cotidiano dos traba- lhadores a questão do tempo livre, numa época em que poucas pessoas se davam conta da importância desse aspecto para o bem-estar e o desenvolvimento social e cultural dos indivíduos. A importância da unidade para Ber- tioga, no entanto, vai além. Responsá- vel pelo início do bairro Jardim Rio da Praia foi o primeiro grande gerador de empregos da região e hoje continua a gerar cerca de 300 empregos diretos no Uma joia em Bertioga Modelo para centenas de similares em todo o país e América Latina, Centro de Férias Sesc Bertioga mostra que desenvolvimento sustentável é possível Em seus 4 milhões e 400 mil m², a unidade Sesc Bertioga projeta seu desenvolvimento de forma sustentável, com uma série de ações e programas de responsabilidade sócio-ambiental Foto Marcos Pertinhes/PMB

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!