Arquivo 19/05/2010--14

Redação
Publicado em 18/05/2010, às 21h00 - Atualizado em 23/08/2020, às 17h56

FacebookTwitterWhatsApp

Executivo A máquina vai andar, garante Embora admita insatisfação com o produto final dos pri- meiros meses de seu governo, o prefeito Mauro Orlandini diz que tem motivos para uma avaliação positiva, principal- mente nas áreas de saúde e social, e defende que demora na apresentação de resultados foi por conta da mudança de estilo de gestão, já que muitos projetos tiveram que ser avaliados e contratos revistos. Por outro lado, garante que a “engrenagem está pronta para rodar” e que nos próximos meses, Bertioga terá muitas obras nas ruas. Acompanhe os principais trechos da entrevista. Qual é a avaliação que o senhor faz de seu governo depois de um ano e quatro meses? Estou contente com partes do governo e nem tanto com outras. O senhor poderia explicar melhor? Quando a gente se propôs a candidatura foi funda- mentado na experiência que eu havia adquirido duran- te a atuação na Associação Paulista de Municípios. En- tendi que o leque de conhecimentos adquiridos poderia ser usado aqui. Mas claro que as coisas não aconte- cem no tempo e do jeito que a gente quer. O que aconteceu? A maior dificuldade foi reordenar a casa. Parte se deve a como a gente pegou a máquina, como ela estava andando. E por outro lado, por conta da mudança de paradigma, de estilo de governo que resolvemos implantar. Foi preciso um período de adaptação para avaliarmos projetos, rever contratos, uma tarefa bastante dedicada que atrasou muitas obras que já de- veriam ter começado. E as pessoas, não só em Bertioga, têm como parâmetro se uma administração vai bem ou não, as obras. Mas acredito que nos próximos meses vai ter bastante obra na rua. A engrenagem vai começar a rodar. Nesse período de ajustes há pontos positivos a ressaltar? Sim. Na saúde fomos buscar uma ferramenta que já ha- via dado certo em outras cidades, com a contratação da Fundação do ABC. Ela administra o Pronto-Socorro e o Hospital e deixa a Secretaria de Saúde livre para cuidar da prevenção e não da doença. Costumo dizer que tenho duas Depois de um ano e quatro meses à frente da administração pública de uma breve avaliação de seu governo e mostra otimismo quanto a inserção petróleo e gás Orlandini

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!