Internações graves aumentam 40% e governo de SP cogita 'restrição radical' | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte

Sistema Costa Norte de Comunicação

Logo do Jornal Costa Norte

Internações graves aumentam 40% e governo de SP cogita 'restrição radical'

Por Bruno Ribeiro, André Borges, Fernanda Boldrin e Emilly Behnke, com colaboração de Julia Lindner e Giovana Girardi - Agência Estado
27 de março de 2020 às 12:14

O número de internados com coronavírus em estado grave em São Paulo teve alta de 42% em um dia - foi de 59 para 84 entre quarta-feira e ontem. No total, o estado tem 862 casos confirmados e 58 mortes. O governo paulista afirmou que manterá a quarentena e cogita ampliar restrições - o secretário da Saúde, José Henrique Germann, citou até o fechamento total do estado (lockdown) como medida futura, caso hospitais entrem em colapso. O Ministério da Saúde disse reprovar endurecimento das regras e o presidente Jair Bolsonaro afirmou que a pasta já concordou com orientações mais brandas sobre isolamento.


Participe dos nossos grupos ℹ http://bit.ly/CNAGORA10 🕵‍♂Informe-se, denuncie!


A avaliação de técnicos do estado é de que fechar o comércio retardou o avanço da doença, na comparação com o resto do país. "Éramos praticamente 90% dos casos do Brasil e agora somos 30%. O que significa que há expansão da epidemia, e de forma acelerada", disse Germann. No Brasil, são 77 mortes e 2.915 casos diagnosticados, em todos os Estados e Distrito Federal. São Paulo concentra a maioria dos óbitos, mas há registros em Rio, Ceará, Pernambuco, Santa Catarina, Goiás, Rio Grande do Sul e Amazonas.


Desde a semana passada, a determinação da gestão João Doria (PSDB) foi a de fechar o comércio, exceto serviços essenciais, como mercados e farmácias. A medida vale pelo menos até o dia 7. Ontem, o diretor-presidente da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Ghebreyesus, voltou a defender o isolamento social.


Já Bolsonaro tem criticado essas medidas e fala em risco de risco de crise econômica. Ontem, disse que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, já concordou em mudar a recomendação de isolamento geral para o chamado isolamento vertical, em que só alguns grupos - como idosos ou doentes crônicos - ficam em casa. O presidente disse que não há prazo para que a mudança ocorra. Mandetta não participou de entrevistas coletivas ontem.


A gestão Doria cogita aumentar ainda mais as restrições conforme a evolução da epidemia. "Existe uma gradação. O que estamos fazendo não é um isolamento. É distanciamento social. O próximo passo, se houver necessidade, é isolamento domiciliar ou social. E, se houver necessidade ainda de apertar mais esse cinto, aí seria o lockdown. E a característica, aí, é o uso da força policial para manter as pessoas em casa", afirmou Germann. "Não estamos nesta situação ainda, mas não sei se estaremos ou não." Doria disse anteontem cogitar multas a idosos que saiam de casa sem necessidade, como foi anunciado em Porto Alegre.


Segundo Germann, "se mantivermos idosos em casa, tal qual lockdown, teremos comportamento da crise que talvez nos favoreça nesse ponto para não colapsar o sistema de saúde". No Estado, já são erguidos hospitais de campanha e unidades de referência têm se preparado para a chegada do pico do surto. O Hospital das Clínicas, por exemplo, liberou 900 leitos para atender à nova demanda.


Para o secretário, o ritmo de aumento de infecções confirmadas em São Paulo mostra que as medidas de restrição são "suficientes, ou vêm colaborando de forma bastante efetiva".


Efeitos

Secretário de Vigilância em Saúde do ministério, Wanderson Oliveira disse ser precoce avaliar impactos do isolamento. "As (medidas) mais intensas foram adotadas por São Paulo não tem nem duas semanas. Mas acredito que terão efeito. Não sei se as medidas vão influenciar na Bahia, Estados que estão longe. Possivelmente sim. São Paulo é referência."


E João Gabbardo, secretário executivo do ministério, sugeriu isolamento menos restrito. "Não vemos sentido na proibição de que pessoas não possam andar na quadra, no parque. Vai fazer bem É importante uma caminhada de 30 minutos."


Especialistas dizem que o isolamento é a medida mais indicada para conter o avanço rápido da epidemia, mas leva alguns dias para ver os resultados. Para Bernardino Souto, médico e pesquisador da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), é cedo para mapear resultados da quarentena paulista. "É possível que São Paulo tenha tomado medida mais radical e a quarentena esteja ajudando. Mas essa é uma hipótese."


Outro ponto, diz Souto, é dimensionar o alcance da testagem no Brasil. Pesquisas estimam cerca de 84% dos casos não diagnosticados, por serem assintomáticos ou falta de exame. A testagem em larga escala é considerada crucial para rastrear o avanço da doença - foi a aposta da Coreia do Sul, que conseguiu controlar o surto. O Brasil promete 22,9 milhões de testes, mas esbarra em desafios logísticos, como a capacidade de produção da Fiocruz.


Gabbardo afirmou esperar alta diária de casos em 33% e destacou que o País tem ficado abaixo. "Esperamos não ter crescimento abrupto (da curva de infecção), como a Itália (que está em quarentena e tem 80,5 mil casos )." com colaboração de Julia Lindner e Giovana Girardi


População de rua

A prefeitura de São Paulo anunciou nesta quinta-feira que deu início à instalação de pias na região central para auxiliar a higienização de pessoas em situação de rua. A instalação ocorre em locais de grande aglomeração da população de rua, como Praça da Sé e Largo de São Francisco.


A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) também promete fazer a distribuição de sabonetes aos moradores de rua. De acordo com o órgão, também foram intensificadas as abordagens às pessoas em situação de rua, consideradas vulneráveis à covid-19.


As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentarios

Previsão do tempo


MÁX

MIN

Estradas

Segurança

Colunas e Blogs

Geral

Política

Esporte

Variedades

Horóscopo Cigano

Horóscopo Cigano - de 27 a 2 de junho

  • Coroa - 27 a 2 de junho

    COROA - (20 DE ABRIL A 20 DE MAIO) A semana pede mais equilíbrio nas questões financeiras, mais força  e dedicação nas questões profissionais enfim é hora de focar mais em seus objetivos, se desprender dos seus medos e encarar uma nova jornada com mais coragem arriscando um pouco mais. No amor a semana é bem tensa e será preciso manter a calma ao conversar, saber que nem sempre você tem razão e passar por cima de certas situações que possam vir a causar o término do seu relacionamento.

  • Candeias - 27 a 2 de junho

    CANDEIAS -  (21 DE MAIO A 20 DE JUNHO) Momento de recomeço, fase de paz interior enfim você busca uma nova jornada muito mais positiva, fugindo assim de situações que até a pouco tempo te atrapalhavam e muito. Você quer uma vida nova e a partir dessa semana vai mudar o que for preciso em seus caminhos, você reflete sobre tudo o que está por vir porém já tomou a decisão de arriscar, só está esperando uma resposta que durante os dias da semana com certeza aparecerá.

  • Roda - 27 a 2 de junho

    RODA - (21 DE JUNHO A 21 DE JULHO) Uma fase de luz e conhecimento, momento de recomeços e muita paz espiritual. Você se desapega de preocupações banais, vai ao encontro da evolução e quer mais equilíbrio em todos os sentidos, sente que está na hora de rever seus conceitos e desapegar de situações que na verdade só trouxeram dores de cabeça. Este é o seu momento, é hora de viver a sua vida, curtir o seu romance e se desapegar de preocupações familiares.

  • Sino - 27 a 2 de junho

    SINO - (23 DE AGOSTO A 22 DE SETEMBRO) Mude o que for preciso, mas saiba verificar cada fato, entenda que tudo o que você precisa é ser coerente diante das situações, muitas vezes você  tem razão  mas devido às explosões e falta de paciência você acaba mudando tudo e infelizmente acaba desfavorecendo a sua palavra. No amor é hora de tomar decisões sérias em seus caminhos, sair de cima do muro que tanto atrapalha a sua vida e seguir com fé e boas decisões.

  • Moedas - 27 a 2 de junho

    MOEDAS - (23 DE SETEMBRO A 22 DE OUTUBRO) A sabedoria do tempo resolve tudo inclusive as questões mais difíceis, durante a semana você terá boas respostas relacionadas a isso, e terá a certeza de que está bem perto de resolver tudo de maneira positiva. Bom momento de luz e alegrias , você se sente mais forte diante das boas decisões e se sente mais firme nas questões pessoais. No amor é questão de paciência e fé,a pessoa amada terá muitos motivos para te elogiar.

  • Adaga - 27 a 2 de junho

    ADAGA - (23 DE OUTUBRO A 21 DE NOVEMBRO)  A semana traz muito raciocínio lógico e você consegue dar a volta por cima diante de todas as questões. Chegou a hora de avaliar tudo de maneira positiva, colocar em ordem seus pensamentos e sentimentos e focar mais em seus objetivos. Momento de renovação, de fé e boas energias, fim de uma fase de indecisões, você toma a iniciativa diante dos fatos e vai ao encontro da luz desejada para os seus caminhos.

  • Ferradura - 27 a 2 de junho

    FERRADURA - (22 DE DEZEMBRO A 20 DE JANEIRO) Muitas vezes você perde grandes oportunidades pela sua teimosia, acaba deixando de lado aquilo que muito te interessa só por manhas pessoais que não te levam a lugar algum, é preciso raciocinar sobre a sua vida e suas decisões, você sempre acaba tendo certas dores de cabeça por ser tão desorganizado(a) e por não ter coragem de tomar a iniciativa. Seja forte, a semana pede isso de você, vai em frente com as suas boas decisões.

  • Taça - 27 a 2 de junho

    TAÇA - (21 DE JANEIRO A 29 DE FEVEREIRO) A semana traz ações, você vai ao encontro de respostas positivas que fazem mais sentido em sua vida, transforma os seus caminhos de maneira positiva, segue com fé e entusiasmo diante de tudo e acredita no seu potencial. No amor saiba entender os fatos e siga com fé essa nova jornada, mesmo estando com certas dúvidas o que tem de ser e o que tiver de acontecer vai acontecer não adianta tentar supor nem tomar providências sem saber ao certo no que vai dar.

  • Capela - 27 a 2 de junho

    CAPELA - (20 DE FEVEREIRO A 20 DE MARÇO) Tudo o que você precisa na verdade é saber lidar com todas as situações, mudar aquilo que tanto te incomoda de maneira positiva e buscar a paz acima de tudo mantendo assim o equilíbrio para os seus dias. Infelizmente muitas vezes você toma atitudes impensadas e comete grandes erros irreparáveis, mas sempre está disposto a mudar e corrigir os fatos, isso favorece os seus dias, te traz mais conforto diante das situações.

  • Punhal - 27 a 2 de junho

    PUNHAL - (21 DE MARÇO A 20 DE ABRIL) Fase de buscas, momento de reflexões sobre tudo enfim você quer mudar o que for preciso mas ainda não sabe por onde começar. As questões ficam mais claras pra você, mesmo não concordando com muitas a sua decisão será seguir em frente, pois o que deseja mesmo é progresso e fim de situações que não te trazem proveito algum. No amor depois de uma conversa franca tudo fica bem e se você souber manter essa energia da paz isso vai durar muito tempo.

  • Estrela - 27 a 2 de junho

    ESTRELA - (22 DE JULHO A 22 DE AGOSTO) Momento de renovação, de bons sentimentos, de pensamentos fortes e decisivos, muitas questões sendo resolvidas quer sejam familiares, trabalhistas e até mesmo amorosas, a semana traz muitas respostas pra você. Chegou a hora de focar melhor em seus objetivos, fazer a escolha certa e tomar as atitudes mais adequadas. No amor seja coerente, entenda a pessoa amada e fuja de desconfianças que só atrapalham o seu romance.

  • Machado - 27 a 2 de junho

    MACHADO - (22 DE NOVEMBRO A 21 DE DEZEMBRO) A semana oportuna, a hora da reviravolta, o momento de recomeçar enfim depois de muitos imprevistos ao seu redor chegou a resposta para muitas das suas questões porém cabe à você tomar a decisão ideal, a que te trará a verdadeira paz e também o equilíbrio necessário para os seus dias. Respostas amorosas e financeiras surgem juntas te trazendo a alegria e também fortalecendo o seu astral. Momento de muita dedicação à sua fé, isso te fortalece e muito!