0711Geral06T04

Redação
Publicado em 06/11/2018, às 09h17 - Atualizado em 23/08/2020, às 17h50

FacebookTwitterWhatsApp

Motoristas de ônibus mantêm greve por tempo indeterminado

Caraguatatuba

Reginaldo Pupo

Os motoristas da empresa Praiamar Transportes, responsável pelo transporte coletivo em Caraguatatuba, decidiram manter a greve por tempo indeterminado, em busca de melhorias salariais e trabalhistas. Eles cruzaram os braços à meia-noite de segunda-feira, 5. Com menos veículos circulando, os pontos de ônibus estão lotados de usuários, que se queixam de atrasos nos horários.

Na terça-feira, 6, parte dos grevistas realizou uma carreata com apoio de sindicatos da categoria de Santos e Osasco. Na rodoviária da cidade, eles se reuniram e, por meio de um carro de som, criticaram a prefeitura, que, segundo eles, não estaria se empenhando para resolver a questão. Os motoristas da empresa recebem R$ 1.548,04, o que seria 22% menor que a média salarial de profissionais de outras empresas da região, segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviário, Urbano, Cargas, Anexo e Diferenciado do Litoral Norte (Sttrucad).

Uma pauta de reivindicações chegou a ser entregue dia 3 de maio, mas segundo o sindicato, a empresa não teria se posicionado. Reuniões entre as partes na prefeitura e com o Ministério do Trabalho também não surtiram efeito. Com isso, os motoristas entraram em estado de greve em outubro. A prefeitura informou que fiscaliza o movimento grevista em diversos pontos da cidade, para checar se a determinação do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de Campinas vem sendo cumprida, ou seja, se 60% da frota da empresa de transporte coletivo está em circulação.

A reportagem não conseguiu localizar nenhum representante da Praiamar para comentar a greve.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!