0211Geral09T03

Redação
Publicado em 30/10/2018, às 13h39 - Atualizado em 23/08/2020, às 17h47

FacebookTwitterWhatsApp

Caso Grazielly: Justiça condenou casal dono de jet ski a pagar indenização

Bertioga

Da redação

Após cinco anos, José Augusto Cardoso Filho e Ana Júlia de Campos Cardoso foram condenados pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), a pagar uma indenização de R$ 1,8 milhão (R$ 600 mil mais juros) aos pais da menina Grazielly, que, em fevereiro de 2012, morreu após ser atingida por um jet ski, na praia de Guaratuba, em Bertioga.

O veículo que atropelou Grazielly pertencia ao casal e era pilotado por um adolescente de 14 anos, filho de um comerciante de Mogi das Cruzes. Na ocasião, a criança tinha três anos e era a primeira vez que vinha à praia. Ela brincava na areia com sua mãe, quando a moto aquática veio desgovernada do mar e a atingiu.

A menina foi resgatada pelo helicóptero Águia, da Polícia Militar, entretanto, não resistiu, chegando ao Hospital de Bertioga sem vida. Os pais da garota deram entrada no processo de indenização em junho do mesmo ano. Essa é a segunda vez que a família recebe indenização. A primeira, no valor de R$ 300 mil, ocorreu em 2017, proveniente de um acordo feito com os familiares do adolescente que pilotava o jet ski. A decisão do desembargador Mourão Neto também determina o pagamento proporcional de um salário mínimo até a data em que a vítima completaria 65 anos. José Augusto já foi condenado pela Justiça de Bertioga à prestação de serviços comunitários.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!