A operação descida do Sistema Anchieta Imigrantes (SAI) estará suspensa aos finais de semana de 20 a 30 de março com possibilidade de prorrogação. O anuncio foi feito pelo vice governador do estado Rodrigo Garcia (DEM) em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista, na sexta-feira, 19, em meio à fase emergencial, a mais restritiva do Plano São Paulo até então.

Faça parte do nosso grupo no WhatsApp http://bit.ly/NoticiasLitoral2 E receba matérias exclusivas. Fique bem informado! 📲

A medida visa a redução de turistas com destino ao litoral e acontece justamente após o prefeito de São Paulo Bruno Covas (PSDB) divulgar a antecipação de cinco feriados no momento mais delicado da pandemia da Covid-19. A decisão aparentemente positiva na capital gerou mal estar entre os prefeitos do litoral, que a debateram em reunião do Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista – Condesb. As praias geralmente são o principal destino dos paulistanos em feriados prolongados.

Veja o pronunciamento na íntegra:

A regulamentação do funcionamento do SAI neste período está publicada na edição de hoje do Diário Oficial do Estado. É a primeira vez em 23 anos de concessão à Ecovias que a operação descida é suspensa.

“Queremos reafirmar, com esse cancelamento da operação descida, que quarentena não é férias. Nós faremos de tudo, com apoio dos prefeitos, para desestimular qualquer deslocamento de pessoas para o litoral de São Paulo e para outras cidades turísticas”, afirmou o vice-governador.

Durante o período da fase emergencial será mantida operação normal no SAI, conhecida como 5×5, quando três faixas das pistas Sul da Rodovia dos Imigrantes e duas pela Via Anchieta descem rumo à Baixada Santista; e três faixas das pistas Norte da Rodovias dos Imigrantes e duas da Via Anchieta sobem a serra em direção à capital e ao interior do estado.

A iniciativa atende recentes pedidos dos prefeitos da Baixada para conter o excesso de visitantes, e foi adotada após rigorosas avaliações técnicas e de segurança viária para os usuários do sistema realizadas por técnicos da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo – Artesp e da Ecovias.

“As rodovias são essenciais na logística e no transporte de produtos, por isso elas permanecem abertas, entretanto é nosso dever reforçar o pedido para que a população não faça viagens desnecessárias. Fiquem em casa”, ressalta o Secretário Estadual de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto.

A ARTESP, em conjunto com a concessionária Ecovias, responsável pela administração do Sistema Anchieta-Imigrantes, manterá todos os serviços de apoio e atendimento aos usuários que tenham necessidade de utilizar as rodovias. “O transporte rodoviário é considerado serviço essencial para garantir, principalmente, o escoamento da produção e o abastecimento comercial dos municípios. Mesmo com a operação normal no SAI, as equipes da concessionária continuam o trabalho de manutenção e fiscalização para dar condições de fluidez de tráfego e segurança aos usuários que precisam trafegar pelas rodovias”, explica o Diretor-Geral da ARTESP, Milton Persoli.

A ARTESP tem orientado os usuários a evitarem viagens desnecessárias e a adotarem as medidas de proteção. Além disso, a ARTESP e as concessionárias reforçam em mensagens nos painéis eletrônicos das rodovias sobre a importância do isolamento social como forma de conscientizar motoristas e passageiros a ficar em casa e contribuir de maneira decisiva para evitar a contaminação pela COVID-19.

Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI)

O Sistema Anchieta-Imigrantes é formado pelas rodovias Anchieta, dos Imigrantes, Padre Manoel da Nóbrega, dos km 270 ao km 292 (Praia Grande), e Cônego Domênico Rangoni (ex Piaçaguera – Guarujá).

A operação descida (7×3) no Sistema Anchieta-Imigrantes, estabelecida como uma das obrigações contratuais da concessionária, é implantada pela concessionária Ecovias, em conjunto com a Polícia Militar Rodoviária, sempre que o tráfego de veículos no trecho de serra no sentido à Baixada Santista atinge patamares superiores à capacidade das rodovias em operação normal (5×5). O parâmetro definido para montagem da operação é quando o movimento ultrapassa a marca de 5 mil veículos por hora, o que garante as condições de trafegabilidade, fluidez e segurança aos usuários do sistema.

Fluxo de veículos

A média do movimento de veículos no SAI em finais de semana (somando sexta-feira, sábado, domingo) em 2021 foi de 198 mil veículos em descida e 177 mil veículos na subida da serra. Nos últimos dois fins de semana (5 a 7 de março e 12 a 14 de março), como efeito das medidas do Plano São Paulo, o movimento reduziu em 35% em relação aos fins de semana anteriores, conforme média abaixo ficando em 130 mil veículos na descida e 115 mil veículos na subida.