Com uma construção moderna, decoração temática e totalmente acessível para pessoas com deficiência, a nova Escola de Surfe “Alex Orelhinha”, localizada no calçadão da orla do bairro Canto do Forte, em Praia Grande, será oficialmente inaugurada no próximo sábado, 25, às 10h30.

Participe dos nossos grupos ℹ  http://bit.ly/COSTAAGORA  🕵‍♂Informe-se, denuncie!

A solenidade virtual será transmitida em tempo real no Facebook da prefeitura, o  . A unidade será utilizada pelos estudantes do projeto Super Escola e como uma das bases do Praia Acessível e, devido às ações de prevenção ao contágio ao novo coronavírus (covid-19), ainda não há previsão para o início das atividades no local.

A unidade tem aproximadamente 99,20 m², com 6,20 m por 16 m de área construída. A escola foi instalada na área rebaixada do calçadão, no nível da faixa de areia, por isso, as rampas já existentes foram reformadas e readequadas seguindo padrões internacionais de acessibilidade.

Dentro dos equipamentos, foram construídas áreas administrativas,armários, banheiros e vestiários (femininos e masculinos) adaptados, com chuveiros e sanitários acessíveis; além de áreas específicas para guardar adequadamente as pranchas utilizadas nas aulas.

O lado externo do local foi cercado por painéis artísticos de 4,20 metros de altura, com temática praiana, que reproduzem em alto relevo coloridos cenários relativos ao oceano. E o entorno, entre a construção e os painéis, conta com piso emborrachado, que absorve melhor impacto e calor.

O equipamento está recebendo o nome de “Alex Orelhinha” em homenagem ao surfista da Cidade Alexsander Ribeiro Nascimento, ex-participante do programa Super Escola e que desde os 11 anos representou Praia Grande em diversas competições. Em 2019 ele garantiu acesso à elite do surfe mundial (32 melhores do mundo) no World Championship Tour (WCT), além disso já venceu sete etapas da divisão de acesso (2ª divisão) do surfe mundial –World Qualifying Series (WQS) e também foi campeão sul-americano sub-20(pró-júnior) e profissional.

Além da unidade do Canto do Forte, o Bairro Ocian também contará com uma unidade semelhante, que atualmente está em fase de construção.

O arquiteto da Coordenadoria de Projetos Especiais da Prefeitura, André Luiz de Souza Cappra, explicou que as unidades do Canto do Forte e do Ocian terão temáticas muito específicas, trazendo ainda mais beleza aos trechos. “Além de ser um equipamento público, a ideia é que o local vire também um ponto turístico, onde as pessoas possam parar para tirar fotos e curtir um prédio bonito e bem artístico”.

Funcionamento – Ainda que o equipamento seja inaugurado, ele só estará disponível para utilização da população assim que a cidade e a Baixada Santista se enquadrarem em uma nova fase do Plano São Paulo, do Governo do Estado, de enfrentamento à pandemia da covid-19. A medida visa respeitaras normas de saúde pública e priorizar o bem-estar das pessoas.

Praia Acessível – O programa oferece o empréstimo de cadeiras anfíbias e esteiras adaptadas para banhos de mar com mais segurança e conforto. Para participar, basta o interessado comparecer à base com um acompanhante e preencher ficha cadastral. No local, há um profissional que auxilia os participantes e explica como funciona o programa. Os menores de idade devem estar acompanhados pelos responsáveis. Além da nova unidade na Escola de Surfe, a ação é disponibilizada na praia do Bairro Guilhermina, na avenida Presidente Castelo Branco esquina com a Rua Leblon - em frente ao número 1.898 (devido à pandemia a atividade está suspensa).