importancia

Jardine exalta importância de veteranos na Seleção Olímpica

Gazeta EsportivaPublicado em 06/08/2021 às 12:15Atualizado há 06/08/2021 às 12:17
Divulgação / Internet (Divulgação / Internet)

Divulgação / Internet (Divulgação / Internet)

O Brasil irá encarar a Espanha, neste sábado, pela disputa da medalha de ouro no futebol masculino. Na véspera do confronto, o técnico André Jardine concedeu uma entrevista coletiva e exaltou a importância dos três jogadores convocados acima do limite de idade: Santos, Daniel Alves e Diego Carlos.

“A gente tem conversado sobre isso, sobre como foi importante. Os três acima da idade deram um peso à nossa equipe, um toque de experiência, de maturidade que nos faltava. A gente sofreu no Pré-Olímpico, especialmente no sistema defensivo, que é onde carece mais de experiência. Normalmente os goleiros mais jovens jogam menos, os zagueiros mais jovens têm também baixa minutagem, isso é bastante comum. A experiência só vem com o tempo, com os jogos, com jogos decisivos”, disse.

“Falar de Dani, Santos e Diego Carlos é falar de experiência, de jogadores já firmados em seus clubes, vivendo o auge de suas carreiras. O Dani, mesmo com 38 anos, em uma forma física impressionante. E a maturidade que ele tem fala por si dentro do jogo, decisões muito corretas, muito lúcido, realmente muito experiente. E um traço de liderança nos três que ajudou muito e dá um norte aos mais jovens, um rumo a seguir”, completou.

Jardine não poupou elogios para o camisa 1, decisivo na disputa de pênaltis na semifinal contra o México.

“Um atleta extremamente simples, com uma cabeça incrível, uma humildade incrível, passa uma serenidade, uma tranquilidade em sua postura, no seu jeito de atuar, de treinar. É um atleta de altíssimo nível. E, com certeza, quando a gente convocou ele lembrou muito da situação que o Weverton viveu na outra Olimpíada. É bastante similar, ele vem com esse apetite, com essa vontade de buscar o seu espaço. E isso é muito importante, essa motivação a mais que a gente percebe nesses jogadores, que almejam buscar seu espaço na Seleção Principal”, comentou.

Jardine também ressaltou a experiência de Richarlison, apesar de estar dentro da limite de idade para os Jogos de Tóquio.

“O Richarlison deu um peso ao ataque. É um jogador de Seleção Principal. Mesmo sendo jovem, ele dá um nível de confiança, de experiência bastante grande. Tornou nossa equipe mais potente na frente, com mais peso”, afirmou.Fonte: Gazeta Esportiva

Assuntos

O Sistema Costa Norte de Comunicação atua no litoral paulista há mais de vinte anos levando informação a toda a população com seriedade e imparcialidade

Entre em contato:

Reclamações ou sugestões:

redacao@costanorte.com.br

Comercial e parcerias:

contato@costanorte.com.br

© 2021 Todos Os Direitos Reservados Ao Sistema Costa Norte de Comunicação

Desenvolvido por

Distribuído por