Nesta quarta-feira, o Palmeiras derrotou a Universidad Católica por 1 a 0, no Allianz Parque, e garantiu sua vaga nas quartas de final da Libertadores, tendo pela frente o São Paulo. Após a partida, Abel Ferreira não escondeu o descontentamento em relação às perguntas feitas na coletiva.

Como nenhuma questão foi diretamente sobre o desempenho do Verdão no jogo, o treinador tomou a liberdade para elogiar o rendimento dos jogadores e criticar as perguntas pouco focadas nos acontecimentos em campo.

“Dar parabéns pela exibição do Palmeiras, pela quantidade de chances que criou. Tenho que dizer que acho que temos que falar mais do jogo, as perguntas não falam do jogo. Desculpa, mas, assim como vocês me criticam quando faço asneiras e substituo mal, eu pergunto se alguém viu o jogo de hoje. Se alguém viu a qualidade do jogo de hoje, se alguém viu a quantidade de oportunidades que nossa equipe criou. Com e sem o Dudu, com o Wesley, com o Felipe Melo, com o Kuscevic, com o Mayke, com o Marcos Rocha, que fez o gol”, afirmou Abel.

“Estou aqui para falar sobre o jogo, é do jogo que vocês têm que me fazer perguntas”, completou.

Abel também aproveitou para falar que o Palmeiras deveria ter saído de campo com um placar mais vantajoso, já que desperdiçou diversas chances no ataque, parando em Pérez, goleiro da Católica.

“Não era um jogo para 1 a 0, era um jogo que deveria ter sido 2, 3, 4 a 0. Dar parabéns a minha equipe, já que nenhuma pergunta veio nesse sentido até agora. Dou parabéns pelo jogo sério, seguro e eficaz, sobretudo defensivamente, que fizemos. Enaltecer o goleiro do nosso adversário, porque, se não fosse por ele, poderíamos ter saído com outro resultado”, pontuou o técnico.

Por fim, Abel foi perguntado sobre o tabu que envolve o duelo entre Palmeiras e São Paulo pela Libertadores. Em oito jogos entre os times pelo torneio, o Verdão perdeu seis vezes e empatou outras duas. O treinador, no entanto, minimizou a importância do retrospecto.

“Para mim, não há tabus. Apesar da história ser contra o Palmeiras, nós vamos procurar, como fizemos desde que chegamos, mudar a história”

Os jogos entre Palmeiras e São Paulo, pelas quartas da Libertadores, ainda não têm datas definidas. Como teve melhor campanha na fase de grupos, o Verdão disputará o segundo jogo no Allianz Parque. O próximo compromisso do Alviverde é contra o Fluminense, no sábado, às 19h, em casa, pelo Campeonato Brasileiro.Fonte: Gazeta Esportiva