Indústria 4.0 impacta diretamente na alteração estrutural das empresas ao redor do mundo

Conheça as tecnologias para automação que estão revolucionando a indústria

Henrique Gear SEO
10/08/2020 às 14:53.
Atualizado em 24/08/2020 às 00:46
 (Reprodução/Internet)

(Reprodução/Internet)

As mudanças promovidas pela chamada Indústria 4.0 chegaram para impactar positivamente as operações em fábricas por meio de tecnologia. O conceito promove a https://www.totvs.com/blog/industria-4-0-saiba-o-real-significado/ e engloba empresas de todos os setores da indústria mundial. 

O termo define a busca por tecnologias avançadas para a melhor fabricação de produtos e execução de serviços. Tecnologias como o IoT (internet das coisas), big data, realidade virtual e aumentada, entre muitas outras, estão com tudo no setor industrial. Quarta revolução industrial em curso 

Muitos chamam a Indústria 4.0 de quarta revolução industrial. Isso acontece porque as mudanças causadas pelas novas tecnologias usadas no setor são muito significativas. A indústria mudou sua forma de trabalhar e os processos se otimizaram por conta do uso de tecnologias, com impactos ao redor do mundo. 

E a revolução não acontece de um dia para o outro. Já faz tempo que humanos estão sendo substituídos por máquinas, por exemplo, e esse movimento começou muito antes de ganhar um nome. 

O interessante é que os avanços continuam e, ano após ano, novas tecnologias surgem. No momento, as indústrias apostam forte na automação das máquinas, para que elas consigam produzir sem a necessidade de comando humano. 

Isso faz com que as máquinas consigam desempenhar funções cada vez mais complexas, dando mais agilidade à produção. As máquinas estão em desenvolvimento desde a Primeira Revolução Industrial, e, ao que parece, não há limites para a evolução desses aparelhos. Indústria 4.0: a base da integração digital nas fábricas 

O conceito de Indústria 4.0 se baseia em seis princípios que fomentam a integração digital no ambiente industrial. Esse termo e seus pilares foram definidos em um grupo de trabalho presidido pelos alemães Siegfried Dais e Henning Kagermann. Em 2012, eles apresentaram um relatório de recomendações para um planejamento estratégico de investimento em tecnologia do governo alemão. 

Os seis princípios da Indústria 4.0 são:

Real Time: uso de tecnologias que permitam a coleta e compartilhamento de dados em tempo real; 

Virtualização: construção das fábricas inteligentes, monitoradas por meio de sensores; 

Descentralização: a máquina é responsável pela tomada de decisão, de acordo com as necessidades do momento, sem necessidade de interferência humana; 

Orientação: softwares usados como serviços por toda a indústria; 

Modularidade: permite o acoplamento e o desacoplamento flexível, de acordo com a demanda da indústria, 

Interoperabilidade: integração entre as máquinas com base na internet das coisas. Novas tecnologias da Indústria 4.0 

Todos os princípios citados acima foram definidos com base em novas tecnologias que permitem esses avanços. Com o objetivo de tornar as máquinas mais eficientes por meio da automação, diversas tecnologias foram testadas e difundidas no meio industrial. 

Uma delas foi a internet das coisas, tecnologia que busca tornar aparelhos inteligentes, trazendo facilidade aos comandos humanos e permitindo maior integração entre as máquinas. 

Na internet das coisas, todos os aparelhos estão conectados como se fossem um só. 

O big data também foi muito difundido na indústria. Essa tecnologia visa trabalhar  na coleta e no armazenamento de um grande volume de dados. Isso possibilita coleta e compartilhamento de dados em tempo real, essencial para a produtividade na indústria. 

Outra tecnologia muito usada na indústria é a inteligência artificial. 

Robôs inteligentes que não dependam de humanos para tomar decisões nem realizar trabalhos complexos são um fator primordial para o desenvolvimento da Indústria 4.0: as máquinas pensam e agem por si mesmas. 

Muitas outras tecnologias vêm sendo difundidas pela indústria em escala mundial. A expectativa é que nos próximos anos, as fábricas estejam quase 100% automatizadas e que haja uma mudança nas relações de trabalho entre humanos e máquinas. 

O Sistema Costa Norte de Comunicação atua no litoral paulista há mais de vinte anos levando informação a toda a população com seriedade e imparcialidade

Entre em contato:

Reclamações ou sugestões:

redacao@costanorte.com.br

Comercial e parcerias:

contato@costanorte.com.br

© 2021 Todos Os Direitos Reservados Ao Sistema Costa Norte de Comunicação

Desenvolvido por

Distribuído por