Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
CONFIRA

Saiba como deixar o seu negócio mais inclusivo para PcD

Confira algumas dicas

Mateus
11/01/2022 às 11:04.
Atualizado em 12/01/2022 às 10:46
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
 (Pexels)

(Pexels)

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Se você possui ou opera uma empresa, é provável que já tenha tentado maneiras diferentes de atrair mais clientes e aumentar suas vendas. Isso inclui atender a diversos públicos, inclusive os Portadores de Deficiência (PcD).

Mas você já se perguntou se sua empresa possui barreiras físicas que impedem os clientes com deficiência de acessar sua loja, restaurante ou escritório? 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Mais de 17 milhões de brasileiros atualmente têm alguma forma de deficiência que afeta sua mobilidade, visão ou audição, e isso deve aumentar nos próximos anos à medida que nossa população envelhece. 

Tornar sua empresa acessível para pessoas de todas as habilidades não apenas aumenta sua base de clientes e faz sentido do ponto de vista econômico, mas beneficia a todos e ajuda a criar uma sociedade mais inclusiva.

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Todos, com e sem deficiência, devem ter igual acesso a escritórios, lojas, restaurantes, ginásios e parques - essencialmente, a todos os locais onde trabalhamos, vivemos e nos divertimos. Um piso tátil acessibilidade, por exemplo, pode ajudar muito.

No artigo de hoje você vai conferir dicas para tornar seu negócio mais acessível e o que isso pode trazer de benefício à sua empresa. Saiba mais!

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

1. Design DEI: comece com diversidade, equidade e inclusão no processo de design

Precisamos reverter o paradigma de acessibilidade como uma reflexão tardia no processo de design. Comece incluindo pessoas com várias habilidades desde o início do processo de design e inclua-nos ao longo de todo o ciclo. 

Precisamos parar de pensar em projetar apenas para a maioria percebida. Quando incluímos a acessibilidade no processo de design, podemos criar uma experiência ainda mais inclusiva para todos.

Esse tem sido o caso de tecnologias que originalmente foram projetadas para serem 'assistivas', como o reconhecimento de voz - e agora estão onipresentes em smartphones e alto-falantes inteligentes.

2. Envolva os sentidos

Se você estiver mudando a experiência na loja com sinalização e cartazes, considere que os sinais podem envolver outros sentidos além da visão. A sinalização pode se tornar mais inclusiva usando tecnologia relativamente barata.

Combinar um sensor de proximidade com uma saída de áudio em um sinal visual pode aumentar sua utilidade para consumidores cegos e com baixa visão. Conforme uma pessoa se aproxima em um raio mínimo do sinal, os sensores podem ativar a fila de áudio. 

É claro que as informações fornecidas também precisam fazer sentido para alguém que é cego. Sua empresa de esquadrias de aluminio, por exemplo, deve fornecer descrições contundentes para que a pessoa com deficiência entenda e consiga imaginar.

3. Comunique-se com o uso do tato

Fico preocupada quando ouço marcas dizendo que removeram completamente tudo o que é tátil de suas lojas. Mais uma vez, aponta para um processo de design sem imaginação para o espaço físico.

Placas de piso que são usadas para direcionar a direção ou fornecer espaçamento entre as pessoas podem ser tácteis, semelhantes às faixas de relevo encontradas na maioria das esquinas. 

Uma placa tátil de piso bem projetada pode fornecer aos compradores com e sem visão as informações necessárias. Qualquer design tátil precisa ser intuitivo, assim como as faixas de proteção alertam as pessoas quando elas chegam a um cruzamento.

Os gráficos táteis  podem melhorar a experiência dos visitantes de museus, aquários e zoológicos. Embora existam preocupações com a saúde em relação a exibições táteis e sinalização, certos materiais e revestimentos oferecem proteção adicional. 

A versatilidade de usar sinais táteis de piso ou combiná-los com outros sensores e fila de áudio pode certamente fornecer uma experiência mais rica para todos. Além disso, usar uma barra de segurança para banheiro pode tornar mais fácil o uso pelos PcDs.

4. Eduque funcionários e sua equipe

É ainda mais importante hoje a educação e o treinamento de acessibilidade para os funcionários das lojas. Isso não é ciência de foguetes. Primeiro, comece fornecendo conscientização sobre a deficiência. 

Isso inclui aprender a reconhecer uma pessoa cega ou com deficiência visual e ter consciência da etiqueta, além de atender uma pessoa que busca comprar cadeira de banho com rodas para si própria, tendo deficiência motora.

Todo mundo quer ser útil, mas existe uma maneira adequada de fazer isso, em que o empoderamento é fornecido em vez de retirado. Saber como oferecer ajuda ou assistência é fundamental para proporcionar uma boa experiência na loja. 

Perguntando "como posso ajudá-lo?" em vez de simplesmente presumir que uma pessoa precisa ser liderada ou está indefesa, coloque o indivíduo no controle e, ao mesmo tempo, mantenha a segurança para todos.

Fornecer treinamento de conscientização sobre deficiência e acessibilidade aumenta a empatia e prepara os funcionários para oferecer melhores vendas e suporte ao cliente na experiência da loja.

5. Envolva-se com a tecnologia

Há uma variedade de tecnologias móveis, vestíveis e IoT (Internet das Coisas) que podem aprimorar a experiência na loja para clientes com deficiência visual. Por exemplo, usar um aparelho sonoro para explicar sobre corrimão de inox pode ser uma ótima ideia.

Algumas dessas tecnologias assistivas estão fornecendo assistência com visão, mobilidade e descoberta de caminhos, e até mesmo algumas marcas criaram parcerias de sucesso com startups de tecnologia. 

As lojas de varejo devem estar abertas a parcerias com empresas de tecnologia na criação de oportunidades mutuamente benéficas para inovação. Além disso, podem ser uma nova área restrita para pilotar e testar tecnologias emergentes. 

6. Planeje seu espaço de varejo com amplas áreas abertas 

As deficiências vêm em muitas formas e formas diferentes, mas a maioria delas pode se beneficiar de um acesso mais fácil (passarelas, rampas, portas maiores) e de não ter que bater em tudo uma vez dentro de um local. 

Todos nós sabemos que o espaço de varejo é caro e difícil de conseguir, mas se indivíduos com deficiência são um mercado-alvo, isso é definitivamente algo que deve ser considerado. 

Dessa forma, você consegue vender seu aparelho para medir pressão valor sem distinção de pessoa, possibilitando acesso universal ao seu item.

7. Mude suas prioridades de contratação

Ao procurar contratar ou criar um cargo para uma pessoa que vive com deficiência, suas prioridades para a função devem cair nesta ordem:

  • Vamos agregar valor à vida deles ao contratá-los para fazer parte de nossa equipe?
  • Eles agregarão valor à vida de nossos funcionários atuais?
  • Eles irão agregar valor à nossa empresa?
  • Como as pessoas podem reagir a isso?

Pensando nessas condições, você consegue ter uma noção do impacto q uma contratação vai trazer ao seu negócio e na perspectiva dos clientes.

8. Crie um espaço de escritório acessível

Se é difícil para as pess oas com deficiência se movimentarem no escritório, já passou da hora de torná-lo mais acessível. Você pode incluir serviços de portaria que ajudem os funcionários e clientes, por exemplo.

Instalar rampas, fornecer mesas e escrivaninhas mais baixas e remover objetos que atrapalhem o caminho são apenas algumas maneiras de atender às pessoas com deficiência.

Benefícios de melhorar a acessibilidade do negócio

Promover acesso mais fácil de pessoas com deficiência tem muitos benefícios para sua empresa. Confira os principais abaixo.

Inovação

Na verdade, para empresas que buscam diferenciação competitiva, o design inclusivo pode abrir grandes oportunidades. Isso porque a criatividade necessária para um design inclusivo costuma inspirar inovações notáveis. 

Pegue os livros de áudio, por exemplo. Promovido originalmente como um meio de tornar os livros acessíveis para pessoas com deficiência visual, essa maneira conveniente de desfrutar dos livros tornou-se popular em todo o mundo.

Ética

Outro grande motivo para introduzir acessibilidade e inclusão em sua empresa é porque é a coisa certa a se fazer, do ponto de vista ético. Os clientes respondem melhor às empresas e líderes de negócios que dedicam tempo para se preocupar. 

Cultura

Os funcionários também gostam. Culturas de negócios que abraçam acessibilidade e inclusão se beneficiam de mais do que apenas adquirir e reter os melhores talentos. Eles enriquecem sua cultura com sensibilidade e abertura.

Marca

Um pouco antes, mencionamos a importância de comunicar seu compromisso com a acessibilidade e a inclusividade em seu marketing. A oportunidade de negócio é diferenciar sua marca, tornando-a mais importante para seus clientes e funcionários. 

Embora possa parecer "sensacional", grandes marcas se alinham com seu público em níveis profundos e emocionais, expressando autenticamente seus valores. Assim, a venda de fechamento de sacada em vidro, por exemplo, torna-se mais fácil.

Conclusão

O design da experiência do usuário com foco na diversidade, equidade e inclusão requer pesquisa, análise e envolvimento de outras partes interessadas, como pessoas com deficiência, defensores, especialistas e organizações. 

Felizmente, já existem pessoas fazendo um ótimo trabalho nessa área, e o varejo, a hospitalidade e o governo precisam abrir seus olhos para incluir diversas comunidades no processo de design para tornar seus espaços físicos e serviços mais equitativos.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

O Portal Costa Norte é um dos veículos de comunicação do Sistema Costa Norte de Comunicação, empresa que atua no litoral paulista há mais de vinte e oito anos levando informação a toda a população com seriedade e imparcialidade.

Sistema Costa Norte de Comunicação© Copyright 2022Todos os direitos reservados ao Sistema Costa Norte de Comunicação.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por