Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
MUNDO ANIMAL

Porque os gatos ronronam?

Por que os gatos ronronam? O ronronar é uma das maneiras dos bichanos se comunicarem e pode ter diversos significados. Conheça mais nesse post.

Mateus
24/01/2022 às 15:44.
Atualizado em 24/01/2022 às 17:53
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
 (Pexels)

(Pexels)

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Muitas pessoas pensam que os gatos ronronam quando estão felizes... outros dizem que eles só fazem isso quando estão com medo ou entediados.

Mas o que poucos sabem é que o Ronronar é tipo um mecanismo de defesa do animal, que muitas vezes o ajuda a manter a calma diante de situações de estresse.

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Os gatos ronronam para expressar seus sentimentos. E isso não é apenas um método de comunicação. Muitas vezes os gatos se utilizam disso para identificar ou suprimir uma dor.

Uma gata gestante vai ronronar durante o trabalho de parto e acredita-se que isso é um mecanismo dela para aliviar o desconforto do momento.

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Logo após o parto ela vai continuar a ronronar, já que geralmente os gatinhos nascem cegos e surdos, e isso é crucial para os filhotes que sentem assim as vibrações da mãe e se sentem protegidos durante os primeiros dias de vida.

Após alguns dias, você poderá notar que toda a ninhada estará ronronando.

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Como é que os gatos ronronam?

Agora que você entendeu o porquê que os gatos ronronam, é preciso conhecer como eles conseguem produzir esse fascinante som.

Estudos mostraram que o Ronronar é um som emitido pelos músculos vibrantes que existem nas cordas vocais em contato com a respiração do bichano.

O gato acaba desenvolvendo esse mecanismo de ronronar com o tempo e isso acaba sendo mais um movimento muscular do que propriamente uma tentativa de comunicação vocal.

Gatos que Ronronam e os Humanos

Uma coisa é certa, os gatinhos ajudam (e muito) na saúde dos humanos. Quem tem gatos tem mais tendência a aliviar o estresse, não porque eles são fofinhos e carinhosos, mas sim porque o ronronar acaba criando um efeito positivo sobre nós.

É comprovado cientificamente que o dono de um gato tem 40% menos riscos de sofrer um ataque cardíaco, já que a interação e o ronronar do gato acabam acalmando a pessoa.

Além disso, existe a cura por associação, que é a capacidade de curar doenças ou sentimentos apenas por estarem ao lado de um gatinho ronronando e aproveitando desse momento.

Isso acontece não apenas por prazer ou costume, mas sim porque o ronronar do gato tem vibrações de baixa freqüência (entre 25 e 150hz).

Essa freqüência, por associação, é a mesma que o corpo transmite para cicatrizar uma ferida, por exemplo.

Além disso, curar lesões ósseas, reparar tendões, aliviar a respiração são todas freqüências semelhantes e muitos associam isso à capacidade dos gatos caírem em pé de grandes altitudes sem se machucar.

Todos os gatos ronronam?

Geralmente o ronronar é um hábito dos gatos domésticos. Poucos gatos selvagens foram observados ronronando. Eles fazem isso geralmente quanto estão desconfortáveis.

Um dos principais motivos é dos quando seu gatinho quer passear. Muitos proprietários, principalmente em apartamentos, têm redes de proteção para gatos em todas as janelas, sacadas e varandas.

Isso inibe as escapadelas dos animais para a rua, o que pode deixar seu gato entediado e frustrado. Para compensar esse ponto, é necessário ter muitas opções de brinquedos dentro da residência para aliviar a tensão do seu animal. 

Outro detalhe fantástico é que alguns gatos podem rugir. E os que conseguem isso, não ronronam e vice versa.

E quem explica isso é a anatomia dos felinos. Gatos selvagens têm um osso nas cordas vocais que é mais flexível e com isso emite um som mais profundo, parecido com um rugir.

No caso de gatos domésticos, esse osso também existe, claro, porém ele é totalmente enrijecido, permitindo a vibração do ronronar durante a respiração.

Não deixe seu bichano em perigo

Especialistas afirmam que os gatos conseguem associar o ronronar para persuadir seu dono. Você já deve ter ouvido falar que o gato faz esse som quando se sente em situações de incômodo, como fome ou dor.

Ao mesmo tempo, muitos acreditam que eles só fazem isso porque estão felizes.

Voltando à analise frequencial, o ronronar é tem uma freqüência parecida com o chorar de um bebê. Essa freqüência nos dá a impressão instintiva de querer ajudar.

Deixar o gatinho com fome ou em perigo então é algo que todo dono quer evitar. A fome é simples de lidar, né? Mas e os perigos?

Se você não quer deixar seu gato sair na rua, é essencial que tenha telas de proteção espalhadas pelo imóvel. 

Você pode aplicar em janelas, sacadas, varandas, independente da altura da residência. Proprietários de imóveis térreos acabam aplicando as telas até mesmo nos quintais.

Isso porque um gato que sempre foi criado dentro de casa certamente vai encontrar problemas ao sair para a rua.

Eles não estão acostumados com veículos, predadores e é se dever zelar pela segurança do seu pet de estimação.

Você deve oferecer brinquedos, arranhadores e fazer espaços onde eles possam escalar, pular e entrar. Porque é isso que ele faria na rua. Iria se aventurar e brincar.

Faça com que ele tenha toda a atenção necessária dentro do imóvel. Garanta momentos de lazer, higiene e atenção com seu gatinho.

Assim, você vai só ver seu gato ronronar de alegria e satisfação! Esperamos que tenha gostado dessa postagem. Se você ficou com alguma dúvida, deixe um comentário abaixo. Até a próxima!

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

O Portal Costa Norte é um dos veículos de comunicação do Sistema Costa Norte de Comunicação, empresa que atua no litoral paulista há mais de vinte e oito anos levando informação a toda a população com seriedade e imparcialidade.

Sistema Costa Norte de Comunicação© Copyright 2022Todos os direitos reservados ao Sistema Costa Norte de Comunicação.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por