SEM VIDA

Tubarão-golfinho é encontrado morto na praia Ubatumirim em Ubatuba (SP)

Segundo o Instituto Argonauta trata-se de uma espécie de tubarão-golfinho (Lamna Nasus), fêmea, de cerca de 2 metros e 60 kg. Provavelmente é o mesmo animal visto na praia Vermelha do Sul

Da redação
22/01/2022 às 16:47.
Atualizado em 22/01/2022 às 17:11
Tubarão-golfinho encontrado morto na praia Ubatumirim (Foto: Divulgação)

Tubarão-golfinho encontrado morto na praia Ubatumirim (Foto: Divulgação)

Um tubarão-golfinho foi encontrado morto na praia Ubatumirim, em Ubatuba, no Litoral Norte de São Paulo, na tarde de sexta-feira (21).

Banhistas encontram o animal sem vida na areia e acionaram o Instituto Argonauta. Segundo o instituto trata-se de uma espécie de tubarão-golfinho (Lamna Nasus), fêmea, de cerca de 2 metros e 60 kg.

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Segundo o oceanógrafo Hugo Gallo Neto, presidente do Instituto Argonauta, é possível que esse animal seja o mesmo avistado na praia Vermelha do Sul, no dia 17 de janeiro, uma vez que esse animal encontrado pertence à mesma família do anequim, que foi a identificação mais provável originalmente dada pelos especialistas na ocasião.

Ainda de acordo com o Argonauta, a espécie apresenta distribuição principalmente oceânica, raramente avistados em zonas costeiras do litoral Sudeste do Brasil. São predadores de topo de cadeia alimentar, muito importantes para o equilíbrio do ecossistema marinho.

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

"Considerando a raridade da ocorrência da espécie em áreas costeiras e as semelhanças entre eles, a probabilidade de ser o mesmo indivíduo é considerável", explica Gallo.

No Brasil, as capturas são ocasionais, mas eventualmente alguns exemplares são capturados pela pesca de espinhel que ocorre na área oceânica do sudeste e sul. De acordo com a IUCN, a Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas de Extinção, a espécie tem um status de ‘vulnerável’.

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Com seu estado de decomposição, é provável que o tubarão esteja morto há um tempo, o que não permitiu grandes observações nos exames. Também não foi constatada interação com pesca ou lixo. A necropsia foi executada pela equipe do Argonauta em conjunto com o oceanógrafo Venâncio Guedes de Azevedo, pesquisador e diretor do Núcleo Regional de Pesquisa do Litoral Norte do Instituto de Pesca (IP-APTA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, e membro do Conselho Deliberativo do Instituto Argonauta.

O Portal Costa Norte é um dos veículos de comunicação do Sistema Costa Norte de Comunicação, empresa que atua no litoral paulista há mais de trinta anos levando informação a toda a população com seriedade e imparcialidade.

Sistema Costa Norte de Comunicação© Copyright 2022Todos os direitos reservados ao Sistema Costa Norte de Comunicação.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por