O INIMIGO DENTRO DE CASA

Homem é preso por torturar e estuprar as próprias filhas em Ubatuba

Criminoso de 40 anos mantinha esposa, de 41 anos, e filhas, de 11 e 13 anos, em cárcere privado no bairro de Maranduba; mãe afirmou que ele abusava das menores pois ela "não o satisfazia sexualmente"

Da redaçãoPublicado em 14/10/2021 às 10:38Atualizado há 14/10/2021 às 16:57
Delegacia de Ubatuba (Reprodução)

Delegacia de Ubatuba (Reprodução)

Uma mãe de 41 anos e as duas filhas, de 11 e 13 anos, foram resgatadas pela assistência social de Ubatuba (SP) depois de sofrerem nas mãos do pai das meninas, de 40 anos.

Faça parte do nosso grupo no WhatsApp ➤ http://bit.ly/CNlitoralconectado E receba matérias exclusivas. Fique bem informado! 📲

A família vive no bairro Maranduba e passou por momentos de terror com o pai agressivo. Segundo a mãe, recentemente, no feriado de 12 de outubro, ele descobriu que a filha mais velha teria se encontrado com um rapaz e a agrediu com socos e ameaçou jogá-la da ponte.

Anteriormente, já havia queimado a mesma filha com ferro de passar roupas e ameaçou machucar a filha mais nova com água fervente. "Para deixá-las marcadas". Para manter a esposa e as filhas presas em casa, o agressor as ameaçava com um facão.

A esposa afirmou à polícia que o homem a culpava pelo estupro das filhas, alegando que ela "se recusava a satisfazê-lo sexualmente". As filhas confirmaram todas as denúncias.

Ainda no feriado, ao perceber que o marido ficava cada vez agressivo e que poderiam não sobreviver, a mãe acionou, via WhatsApp, a assistente social, com quem mantinha contato. Ela aproveitou uma distração do marido e, rapidamente apagou a conversa, pois ele não permitia que ela usasse celular sem monitoramento. A assistente, por sua vez, chamou a Polícia Militar pelo 190.

A PM chegou ao local e encontrou o suspeito no sofá da sala. As três vítimas estavam trancadas no quarto. Ele tentou fugir e precisou ser contido. Quando indagado, negou as acusações e afirmou que a filha de 13 anos havia sido estuprada por outra pessoa um dia antes, possivelmente, para se eximir da culpa.

Ele foi preso e levado para a Delegacia de Ubatuba e responderá por sequestro e cárcere privado, estupro de vulnerável, lesão corporal, violência doméstica e tortura.

Histórico

Segundo a esposa, ela vive com o agressor há 13 anos, no entanto, ele começou a ficar violento no terceiro ano de relacionamento. Ela registoru dois boletins de ocorrência contra ele por agressão nos anos de 2013 e 2019.

Em 2019, ele foi preso em flagrante por descumprir as medidas protetivas, mas quando foi solto, o casal reatou, pois, segundo ela, estava desempregada na época e não tinha outra opção se não aceitá-lo de volta em casa.

Desde então, o homem ficou cada vez mais violento e agressivo e não permitia que as vítimas saíssem de casa. Além das duas meninas, o casal tem um filho de um ano e um mês.

Assuntos

O Sistema Costa Norte de Comunicação atua no litoral paulista há mais de vinte anos levando informação a toda a população com seriedade e imparcialidade

Entre em contato:

Reclamações ou sugestões:

redacao@costanorte.com.br

Comercial e parcerias:

contato@costanorte.com.br

© 2021 Todos Os Direitos Reservados Ao Sistema Costa Norte de Comunicação

Desenvolvido por

Distribuído por