Por meio de uma live publicada no Facebook na quarta-feira, 7, o prefeito de Santos (SP) Rogério Santos (PSDB) divulgou balanço, que aponta redução em 18% na média diária de internações em razão da Covid-19 no município. O levantamento considera o período de lockdown da Baixada Santista, entre os dias 23 de março e 4 de abril, e reforça a importância das medidas de isolamento, questionadas recentemente por comerciantes de diferentes segmentos. Os óbitos, por outro lado, aumentaram.

Faça parte do nosso grupo no WhatsApp ➤ http://bit.ly/CostaNorteinfolitoral2  E receba matérias exclusivas. Fique bem informado! 📲

"A média antes do lockdown era de 64 internações por dia. Hoje, a média é de 52 pessoas internadas, ou seja, houve redução em 18% nas internações. Além da desaceleração houve também uma pequena queda no número de internações diárias pela Covid", disse ele.

O prefeito também valorizou a importância em manter os cuidados e respeitar as medidas sanitárias mesmo após o encerramento do período, o mais restritivo até então.

“Tem pessoas que pensam de forma individual e não respeitam as medidas. Eu não vou desistir das vidas. Foi difícil fechar a cidade, mas tivemos resultados. É triste ver a cidade deserta, e é difícil tomar essas decisões, mas o lockdown foi sim positivo", considerou.

Apesar da redução em internações a cidade registrou aumento no número de mortes, o maior desde o início da pandemia. No comparativo com o pico de mortes do ano anterior, no mês de junho, quando 196 pessoas infelizmente não resistiram à doença o aumento para março de 2021 foi de 105%, com 216 óbitos registrados no total.

A cidade a exemplo do estado como um todo está na fase emergencial do Plano São Paulo, decretada há quatro semanas pelo governador João Doria (PSDB), e que deve perdurar até pelo menos o próximo domingo, 11. Uma nova classificação é aguardada para sexta-feira.

Internações em Santos (SP)

No último Boletim Covid divulgado pela prefeitura também na quarta-feira Santos registrou aumento no número de pessoas internadas de 663, no dia anterior, para 671 pessoas (+1,2%). Destas, 318 são de Santos (47,4%) e 353 (52,6%) de outros municípios. Também foi registrado aumento no número de internações em Unidades de Terapia Intensiva – UTI de 373 para 379 (+1,6%), sendo 188 pacientes de Santos (49,6%) e 191 de outras cidades (50,4%).

A taxa geral de ocupação dos 851 leitos Covid-19 disponíveis está em 79%. Entre os 423 leitos de UTI, a ocupação é de 90%. Na rede SUS, a taxa é de 85% e na rede privada, de 94%.

Incidência e vacinação

Somente em Santos 39.514 dos 433.656 habitantes (estimativa Censo IBGE/2020) foram diagnosticados com a doença desde o início da pandemia, destes 1.278 infelizmente não resistiram. 155.687 pessoas foram testadas e 117.623 doses de vacinas foram aplicadas.

Relembre o manifesto dos comerciantes:

Comerciante de Santos analisa efeitos negativos do lockdown: "Não é culpa nossa!"