QUAL SUA OPINIÃO?

Mãe desabafa sobre patê de alho e criança com fome sem merenda adequada, em Santos (SP)

"Praticamente passam fome lá dentro, quando não é regulando uma bisnaguinha por criança", desabafa mãe

Da redação
22/10/2021 às 09:45.
Atualizado em 22/10/2021 às 11:02
Criança reclama de merenda escolar e mãe desabafa na web/Imagem ilustrativa (Imagem de Cole Stivers por Pixabay)

Criança reclama de merenda escolar e mãe desabafa na web/Imagem ilustrativa (Imagem de Cole Stivers por Pixabay)

Uma mãe desabafou nas redes sociais sobre uma situação, que segundo ela, é lastimável para as crianças da rede municipal de ensino da cidade de Santos, litoral de São Paulo.

A mãe das alunas utilizou as redes sociais nesta quinta-feira (21) para publicar o relato: “Ontem foi servido pão com pasta de alho, ou patê de alho, segundo minhas filhas, que quase vomitaram quando deram uma mordida, e outras também da mesma sala; Deram para crianças de 7 anos e grandes [crianças mais velhas]”. O relato se refere ao colégio municipal Prefeito Paulo Gomes Barbosa.

Faça parte do nosso grupo no WhatsApp http://bit.ly/CNnoticiasdeultimahora E receba matérias exclusivas. Fique bem informado! 📲

A mulher ainda continua: “Antes o problema era o mingau que estavam servindo, era somente mingau para as crianças, tanto grande, maternal, berçário, pré, 1º série também. Sinceramente o dinheiro que gastaram com essa escola para ser escola modelo não serviu de nada, deixa a desejar, o dinheiro da merenda indo pra onde?".

Outros pais desabafaram e relataram descontentamento semelhante ao da denunciante, ressaltando outro suposto problema grave: “Praticamente passam fome lá dentro, quando não é regulando uma bisnaguinha por criança".

A Prefeitura de Santos, por meio da Secretária de Educação (Seduc), informa que os cardápios são padronizados para cada tipo de ensino e período de permanência nas escolas. Os alunos que permanecem em período parcial recebem duas refeições diárias e os alunos que permanecem em período integral recebem de três a quatro refeições diárias.     

Ainda sobre o patê de alho, a Seduc se posiciona: os patês e geleias, preparados nas próprias escolas, e o queijo muçarela, são as opções encontradas para reduzir a oferta de margarina, para atendimento das exigências da Resolução 06/20 do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação). A resolução restringe a oferta de margarina

De acordo com o órgão, as crianças não possuem restrições para consumo e repetições, contrariando o relato fornecido pelas mães de alunos.

E por fim, em meio a nota, a secretaria afirma:

"A Seduc destaca que, no caso específico da UME Paulo Gomes Barbosa, não foi oferecido patê de alho, mas sim o patê de cenoura, que já faz parte do cardápio do Município de Santos desde 2018.

Importante ressaltar que a equipe de nutricionistas da Seduc faz acompanhamento da aceitação dos cardápios, verificando uma melhora na aceitação e adaptação dos alunos ao novo cardápio. São realizados também projetos e encontros com os alunos para esta finalidade. As alterações dos cardápios pelo FNDE têm o objetivo de promover melhora no hábito alimentar das crianças e cuidar da saúde".

O Sistema Costa Norte de Comunicação atua no litoral paulista há mais de vinte anos levando informação a toda a população com seriedade e imparcialidade

Entre em contato:

Reclamações ou sugestões:

redacao@costanorte.com.br

Comercial e parcerias:

contato@costanorte.com.br

© 2021 Todos Os Direitos Reservados Ao Sistema Costa Norte de Comunicação

Desenvolvido por

Distribuído por