Além das flores, outras mudas florescem no Jardim Botânico ‘Chico Mendes, em Santos, no litoral de São Paulo. A gestão do Jardim, fechado em decorrência da fase emergencial, instalou uma barraca de doações de alimentos. A iniciativa tem o endosso da gestão municipal.

Faça parte do nosso grupo no WhatsApp ➤ http://bit.ly/CostaNorteinfolitoral2  E receba matérias exclusivas. Fique bem informado! 📲

Para estimular a solidariedade, também foi instalada uma placa com os dizeres “contribua com o que puder, retire o que precisa”. Iniciativas do tipo, apelidadas de ‘’barracas do amor ao próximo’’ têm se multiplicado em todo o Brasil, num momento da pandemia em que a quantidade famílias em situação de insegurança alimentar aumenta drasticamente.

Nas barracas, como explica a placa afixada no Jardim Botânico de Santos, quem estiver em condições de ajudar pode colocar alimentos e congêneres que serão retirados por quem precisa deles. 

A ação do Jardim Botânico, localizado no bairro Bom Retiro,  foi parabenizada por moradores da cidade nas redes sociais regionais. “Hoje me deparei com essa linda ação no ‘horto’, onde o intuito é somente ajudar a quem precisa. Parabéns aos envolvidos nessa ajuda necessária às pessoas vulneráveis nesse momento delicado que estamos vivendo”, comentou um morador da cidade.

Doações e retirada de alimentos podem ser feitas das 7h30 às 16h.

Fome no Brasil

O número de famílias que passam fome ou estão em insegurança alimentar no Brasil atinge patamares recordes na pandemia. De acordo com dados do Ministério da Cidadania, de fevereiro de 2021, o número de famílias cadastradas no CadÚnico em situação de extrema pobreza superou os 14 milhões.

Ao todo, esse total de famílias significa 39,9 milhões de pessoas na miséria no Brasil, com renda por pessoa abaixo de R$ 89. Outras 2,8 milhões de famílias, ou 8 milhões de pessoas, vivem na pobreza, com renda média mensal entre R$ 90 e 178.