Uma conta de IPTU já paga levou o proprietário de um apartamento em Praia Grande, no litoral de SP, a descobrir que seu apartamento na cidade havia sido vendido há oito meses sem seu consentimento ou conhecimento. O proprietário procurou a polícia na última segunda-feira (31) e denunciou o caso.

Clique e faça parte do nosso grupo no WhatsApp http://bit.ly/CostaNortesonoticias3 & receba matérias exclusivas. Fique bem informado! 📲

O homem, de 38 anos, afirma que desocupou o apartamento no bairro Aviação há dois anos para viver em Santos. Em depoimento, ele afirmou que tentou puxar o IPTU de seu imóvel e se surpreendeu ao perceber que o imposto já estava pago.

Como ainda não havia pago o valor, ele estranhou e foi olhar as contas de água e luz do imóvel, descobrindo que também estavam pagas. As contas, porém, estavam em nome de outra pessoa.

Ao descobrir que o imóvel estava ocupado, o proprietário acionou a polícia que fez contato com os ocupantes. É aí que a história fica estranha, pois a nova ocupante do imóvel afirma que comprou o apartamento em outubro de 2020, e apresentou um contrato.

Segundo a nova moradora, uma idosa de 68 anos, no ano passado, por intermédio de uma suposta corretora, ela comprou o apartamento de outro homem, que se identificou como proprietário.

O suposto proprietário apresentou um contrato de compra do imóvel. A mulher afirmou que pagou pelo apartamento através de transferência bancária para uma conta indicada pela suposta corretora.

O proprietário que denunciou o caso, porém, afirma que jamais vendeu o apartamento. De acordo com o boletim de ocorrência do caso, o contrato apresentado à nova moradora, por ocasião da compra, é falsificado.

O caso foi registrado no 1º DP de Praia Grande como estelionato em que, tanto o proprietário quanto a compradora foram vítimas. A polícia investiga o caso e procura a suposta corretora e o homem que se apresentou como dono do imóvel.  

CONTINUE LENDO: De 7 lugares para visitar em Praia Grande à naufrágio em Ubatuba, saiba o que repercutiu em maio

Idoso alega não saber que trocava nudes com menor até ser extorquido pelo pai, em Praia Grande