INDÍCIOS DE MALANDRAGEM

Posto suspeito de batizar gasolina e adulterar bombas é interditado em Praia Grande, SP

Funcionários chegaram a desligar a energia do posto para impedir técnicos de vistoriarem o local; desta vez fiscais foram ao local com a polícia e encontraram indícios de gasolina adulterada; adulteração nas bombas também fazia com que cliente recebessem quase 10% menos combustível do que pagavam

Da redação
09/02/2021 às 12:18.
Atualizado em 09/02/2021 às 12:43
Adulteração nas bombas abocanhava quase 10% da gasolina dos clientes (Foto: Divulgação Polícia Civil)

Adulteração nas bombas abocanhava quase 10% da gasolina dos clientes (Foto: Divulgação Polícia Civil)

Um posto de combustíveis localizado em Praia Grande, no litoral de SP, foi interditado nesta segunda-feira (8) após ser vistoriado em uma operação conjunta envolvendo a Polícia Civil, a Guarda Municipal e o IPEM (Instituto de Pesos e Medidas) estadual. Os fiscais do IPEM encontraram indícios de que a gasolina e as bombas do posto estavam sendo adulteradas.

Em vistoria, técnicos encontraram irregularidades na quantidade de gasolina abastecida, na medida em que uma adulteração nas bombas fazia com que os clientes recebessem quase 10% menos combustível do que pagavam. Além disso, os fiscais também encontraram indícios de adulteração do combustível.

De acordo com a Polícia Civil, o posto, localizado no bairro Esmeralda, dificultava a ação dos fiscais para que não fosse vistoriado. Em tentativas de vistorias anteriores, funcionárias chegaram a desligar a energia elétrica do estabelecimento, o que impossibilitava a fiscalização das bombas pelos técnicos. 

Participe de nosso grupo ➤ http://bit.ly/CostaNorteInforma  📲 Informe-se, denuncie! 🔵

Nesta segunda-feira, os técnicos do IPEM foram vistoriar o local, acompanhados de policiais, e conseguiram averiguar as condições do posto. Eles encontraram indícios de que o combustível vendido no posto estava batizado e as placas das bombas adulteradas. Os técnicos constataram que enquanto a bomba contabilizava 20 litros abastecidos, apenas 18,3 chegavam ao tanque dos consumidores - quase 10% a menos. Além disso, em amostras de combustível coletadas no posto, os fiscais constataram que a coloração estava fora dos padrões, o que indicava adulteração.   

Testemunhas que estavam no local durante a operação também relataram aos polícias que, após abastecer no posto, tiveram problemas em seus veículos .

A Polícia Civil informou que as quatro bombas de combustível do posto foram lacradas e amostras de combustível  foram coletadas e enviadas para perícia. Também foram encontradas duas máquinas caça-níqueis no posto. O proprietário não estava no local no momento da operação e ninguém foi preso. O caso tramita pela  Delegacia Sede de Praia Grande.   

O Sistema Costa Norte de Comunicação atua no litoral paulista há mais de vinte anos levando informação a toda a população com seriedade e imparcialidade

Entre em contato:

Reclamações ou sugestões:

redacao@costanorte.com.br

Comercial e parcerias:

contato@costanorte.com.br

© 2021 Todos Os Direitos Reservados Ao Sistema Costa Norte de Comunicação

Desenvolvido por

Distribuído por