AMEAÇADAS DE EXTINÇÃO

Aves silvestres mantidas em cativeiro são libertas no litoral de SP

PM Ambiental autuou os infratores em R$ 14 mil em Peruíbe; um dos pássaros mantido em cativeiro consta na relação de animais ameaçados de extinção

Da redaçãoPublicado em 16/09/2021 às 11:23Atualizado há 16/09/2021 às 12:22
Aves silvestres mantidas ilegalmente em cativeiro são libertas no litoral de SP
Subtítulo (Foto: Divulgação Polícia Ambiental)

Aves silvestres mantidas ilegalmente em cativeiro são libertas no litoral de SP Subtítulo (Foto: Divulgação Polícia Ambiental)

Um homem foi autuado em flagrante por manter em cativeiro, 18 pássaros da fauna silvestre sem autorização em Peruíbe (SP). Em atendimento de denúncia anônima, a equipe da Polícia Ambiental se deslocou para vistoriar o local.

*Obrigado por ler o Costa Norte. Faça parte do nosso canal ℹ📲 ➤ https://t.me/tvcostanorte no Telegram!

Segundo a PM Ambiental, um indivíduo estaria capturando passeriformes com a utilização de 'chama' para atrair outras aves, no bairro Jardim Ribamar.

Ao chegarem, os policiais avistaram um indivíduo e uma gaiola pendurada com um 'bate' armado em uma árvore, ao abordarem e perguntarem o que estaria fazendo naquele local, informou que estava apanhando pássaros silvestre para criar.

Na árvore havia uma gaiola pendurada e constataram que existia um pássaro (coleirinho) e um capturado dentro de uma sacola. Ao ser indagado se possuía mais pássaros em sua residência, informou que sim.

Com autorização do proprietário da residência, a equipe da Polícia Ambiental vistoriou e flagrou as seguintes aves silvestres: dois canários da terra (Sicalis flaveola); um sabiá laranjeira (Turdus rufiventris); dois coleirinhos (Sporophila nigricollis).

Perguntado se possuía autorização para ter em cativeiro pássaros da fauna silvestre, informou que não. Em continuidade a vistoria no interior da propriedade localizaram mais 18 pássaros da fauna silvestre, que informou ser do cunhado, que se apresentou informando residir na casa e ser proprietário dos outros passeriformes, e também não possuía autorização. 

As 18 aves localizadas são: dois sabiás laranjeira (Turdus rufiventris); nove canários da terra (Sicalis flaveola); dois coleirinhos (Sporophila nigricollis); um pixoxó (Sporophila frontalis); um sanhaçu (Thraupis episcopus); três periquitos tuim (Forpus xanthopterygius).

Apreensão de aves silvestres (Foto: Polícia Ambiental)

Diante das circunstâncias, foi elaborado em desfavor do cunhado o auto de infração no artigo 25, III da SIMA 005/21 por ter em cativeiro, 18 passeriformes da fauna silvestre sem autorização da autoridade competente, gerando multa de R$ 14.000,00. Após pesquisa na lista de animais ameaçados de extinção foi constatado que o pássaro pixoxó (Sporophila frontalis) consta na relação do decreto estadual nº 63853/18.

Já em relação ao primeiro infrator, devido ter sido flagrado na prática do ato delituoso (artigo 25 da SIMA 005/21), foi conduzido juntamente com os objetos, até o 1º DP de Peruíbe, onde foi elaborado boletim de ocorrência.

Foi elaborado em seu desfavor o auto de infração no artigo 25, III, III da SIMA 005/21 por ter em cativeiro seis passeriformes da fauna silvestre sem autorização da autoridade competente, gerando multa de R$ 3.000, e auto de infração no artigo 25 por apanhar passeriforme da fauna silvestre sem autorização da autoridade competente, gerando multa de R$ 500,00.

Devido os passeriformes terem sido capturado há poucos dias, e estarem em estado bravio, foi realizada a soltura em seu habitat natural.

Assuntos

O Sistema Costa Norte de Comunicação atua no litoral paulista há mais de vinte anos levando informação a toda a população com seriedade e imparcialidade

Entre em contato:

Reclamações ou sugestões:

redacao@costanorte.com.br

Comercial e parcerias:

contato@costanorte.com.br

© 2021 Todos Os Direitos Reservados Ao Sistema Costa Norte de Comunicação

Desenvolvido por

Distribuído por