Uma banhista se deu mal após furar a interdição a uma praia do Guarujá, no litoral de São Paulo, na manhã desta terça-feira (16). Além do desrespeito ao bloqueio, a mulher desacatou os guardas municipais quando eles foram orientá-la sobre as proibições e foi presa.

Faça parte do nosso grupo no WhatsApp ➤ http://bit.ly/LitoralNorteinfo2 E receba matérias exclusivas. Fique bem informado! 📲

Um morador da praia das Astúrias, onde se deu a prisão da banhista,  filmou o momento em que agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) colocam a banhista na viatura obrigando-a a sair da praia e levando-a para a direto para a delegacia.

As praias da cidade estão interditadas desde segunda-feira (15) em decorrência da fase emergencial que busca conter o avanço da covid-19 e a sobrecarga no sistema de saúde de São Paulo.

Nas imagens, com a praia praticamente deserta, dois guardas conduzem a banhista até a viatura. Segundo informações da prefeitura do Guarujá, os guardas municipais abordaram a mulher após ela ignorar as cercas de proteção e caminhaar na faixa de areia da praia das Astúrias.  "A mulher", afirmou a prefeitura "foi orientada, mas desacatou os GCMs e foi conduzida ao 1º Distrito Policial de Guarujá, onde deverá ser lavrado Boletim de Ocorrência". 

Fase emergencial no Guarujá

A Prefeitura de Guarujá iniciou o isolamento das praias da cidade com telas e gradis neste domingo (14). A partir desta segunda-feira (15), as praias da cidade foram proibidas em decorrência da fase emergencial da quarentena que passou a vigorar em todo o estado, inicialmente, por 15 dias, como tentativa de controlar a esclada da covid-19.

Toda a orla foi isolada, não permitindo a permanência de pessoas no mar, na faixa arenosa e calçadão. Antes liberadas, agora as atividades físicas e a prática de esportes, mesmo que individuais, estão suspensas. Também está desautorizada a colocação de cadeiras e guarda-sóis, bem como o comércio ambulante e quiosques.

Para que as novas medidas impostas pelo Estado sejam cumpridas, a Prefeitura de Guarujá já havia informado que vai manter a fiscalização, com equipes compostas por guardas civis municipais, fiscais do comércio e de saúde, agentes da Vigilância Sanitária, entre outros servidores, todos distribuídos em diversos pontos da Cidade.