O prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Júnior, anunciou, durante uma live na noite de terça-feira (2), a criação de mais 10 leitos de UTI na Casa de Saúde Stella Maris e a passagem do município para a fase laranja do Plano SP a partir desta quarta-feira (3). A medida foi definida durante a visita dos prefeitos ao Hospital Regional e será adotada nas demais cidades da região.

O prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci confirmou a decisão que será anunciada em conjunto pelos prefeitos na manhã desta quarta-feira.

De acordo com Aguilar Júnior, a decisão de flexibilizar a atividade econômica se deve a uma decisão técnica do Comitê de Contingenciamento da Covid-19, aliada à criação de mais 10 leitos de UTI. “Nossa preocupação sempre foi salvar vidas sem deixar de lado a questão econômica, do emprego”.

De acordo com o decreto 1.395, a partir desta quarta-feira, além dos serviços essenciais, ficam liberados os seguintes setores: imobiliárias, concessionárias, escritórios, comércio em geral, restaurantes, quiosques e similares, shopping centers, salões de beleza e estética, autoescolas, instituições de ensino, academias e estúdios, atividades náuticas e esportivas, eventos, convenções e parques temáticos.

Os estabelecimentos poderão funcionar por oito horas diárias, com limite de atendimento até às 20 horas.

São obrigatórias as medidas dos protocolos sanitários, como uso de máscara, álcool em gel e distanciamento de clientes.  A maior parte dos estabelecimentos poderá funcionar com 40% de sua capacidade, como é o caso de bares e restaurantes.

Estes estabelecimentos devem oferecer luvas descartáveis para os clientes no sistema self service e manter o distanciamento de 1,5 metro entre as mesas, além de utilizar temperos em formato de sachê.

Setores como imobiliárias e salões de beleza deverão atender de forma individualizada com horário agendado.

Hotéis e pousadas devem restringir elevadores para uma pessoa por vez, a menos que sejam membros de uma mesma família.

As marinas deverão descer os barcos para o mar somente com horário agendado e missas e cultos devem ser realizados também com 40% da capacidade de cada templo, obedecendo todos os protocolos sanitários.

Os velórios e sepultamentos realizados nos cemitérios municipais deverão ter duração máxima de uma hora, podendo permanecer no local até 10 pessoas, respeitando o distanciamento mínimo de 1,5 metros entre pessoas, desde que o óbito não tenha ocorrido em razão da Covid-19 ou caso suspeito.