A impressionante foto de um raio, que, segundo o fotógrafo Marcus Vinicius da Silva, teria sido tirada por ele após uma tempestade no último dia 16, no litoral paulista, tem fortes indícios de ser uma montagem falsa.

A imagem de um raio majestoso descendo do céu com um arco-íris ao fundo circulou na semana passada nas redes sociais após o suposto autor, que alega ser de São Paulo, divulgá-la na última quarta-feira (17) em suas redes sociais, falando sobre a grande aventura e os perigos que correu ao capturar a imagem que, segundo especialistas, tem indícios de ter sido montada com um software de imagens. “Fui fotografar o arco íris [e] olha quem apareceu do nada. Fiz uma linda imagem, mas corri um grande risco", declarou o autointitulado autor, Marcus Vinicius, em postagem feita nas redes sociais, na semana passada. Questionado por visitantes da sua página, hoje (22), o fotógrafo apagou a postagem. 

Ao G1, o suposto fotógrafo ainda chegou a declarar que já havia guardado a câmera que estava usando antes e que a foto que flagra o raio e o arco-íris havia sido feita com apenas seu celular, que estava em mãos no momento em que ele avistou o arco-íris.

link para a imagem com créditos para Michal Mancewicz: https://unsplash.com/photos/R9L7ukhBSgs

Com a repercussão, algumas pessoas começaram a perceber que o suposto raio de Bertioga é idêntico ao raio de outra fotografia, de um outro fotógrafo, com outra paisagem ao fundo. Uma vez que, além de não caírem no mesmo lugar, dois raios também nunca são iguais, a coincidência se mostrou muito suspeita.

A polêmica acabou atravessando o mundo e chegando ao verdadeiro autor da foto do trovão, o designer e fotógrafo, Michal Mancewicz, de 38 anos, que vive em Bialystock, na Polônia. “Tirei a foto durante uma tempestade em Bialstock, em maio de 2019”, declarou Michal na tarde desta segunda-feira, em entrevista ao Portal Costa Norte. O trovão nunca ribombou em Bertioga, ele ribombou mesmo foi na Polônia. 

Na plataforma de fotos, além de ser creditado como autor de centenas de fotos de paisagens e fenômenos naturais, Michal é considerado o autor da foto do trovão idêntico ao da foto de Marcus Vinicius. É de lá que Michal acredita que Marcus Vinicius se apropriou indevidamente como autor de sua foto. “Não sei como a foto chegou aí. Suspeito que ela foi baixada do Unsplash. Hoje eu recebi um email de outros usuários com links para a montagem e para a página do facebook do fotógrafo”, declarou o designer polonês.

Parte dos e-mails foram enviados para Michal por membros do CARJ (Clube de Astronomia do Rio de Janeiro), um clube de astronomia que, entre outras atividades, analisa imagens de fenômenos naturais, como raios. A comunidade do CARJ se mobilizou nas redes sociais denunciando a suspeita, após deles suspeitar e acionar os demais. 

Segundo o engenheiro Andrés Esteban de La Plaza, diretor de observação do CARJ, não há dúvidas de que a foto é uma fraude.  “Esse rapaz, o Marcus Vinicius, ele disse que estava tirando a foto do arco-íris e apareceu um raio na hora e ele tirou a foto. Mentira, ele pegou a foto do raio e 'colou' em cima, fez uma montagem com o photoshop [software de edição de imagens] ou algum outro programa e pronto. Desfocou a imagem porque a original do raio é bem nítida e mandou ver, né? Depois disse a todos que a foto era dele, ‘olha o que eu fiz, olha o que eu consegui registrar’ etc. Tudo mentira.”, declarou, indignado, o engenheiro de 68 anos que vive no Rio de Janeiro.

Sob condição de anonimato, uma designer, especialista em montagens em softwares de edição de imagens, ratifica a afirmação de  Andrés. “Tem vários indícios de que é uma montagem... E uma montagem bem preguiçosa”, alfinetou a designer.

Segundo a especialista, que analisou a foto que Marcus Vinicius alega ter tirado, não há dúvida que a foto propalada por ele é fraudulenta. “Ele fez a montagem com duas fotos com resoluções diferentes. O raio tem resolução diferente dos elementos ao fundo. Se você der um zoom na foto vai ver que as casas, as árvores, estão em alta definição e o raio está com uma definição diferente, as definições são diferentes porque são duas imagens diferentes unidas numa só. Isso não aconteceria se se tratasse da mesma imagem. Parece que ele pegou uma foto pequena do raio e ‘espichou’ em cima de uma grande, da paisagem, por isso as definições diferentes”.

Segundo a especialista, há indícios de efeitos de superposição de imagens por toda a foto. Um dos pontos mais problemáticos é no canto superior esquerdo, onde a foto tem uma coloração diferente.

Mas o principal indício, e para esse não é necessário ser especialista, é a similaridade entre o trovão da foto de Marcus Vinicius e da foto do polonês. “A foto é uma montagem, não há dúvidas”, declara a especialista. Além da montagem, que já é grave, pois Marcus alegou que a foto foi tirada espontaneamente, ele se apropriou da foto de outro fotógrafo, critica Andrés Esteban. 

O diretor de observação do CARJ, de 60 anos, também opina que o grande problema não está propriamente na montagem, mas na mentira. "Tem muita gente fazendo fotografias que não procedem e fazendo montagem. Ninguém se opõe às montagens fotográficas, mas aí quando a pessoa publica a foto, ela tem que dizer que é uma montagem. Isso deve ser esclarecido no momento em que o material é apresentado. Agora, você vender uma mentira é totalmente diferente”.

Ele critica a postura do fotógrafo. “O Marcus Vinicius está dizendo que foi fazer a fotografia de um arco-íris e de repente apareceu um raio? Que picareta. Custava muito ele falar que era uma montagem? Qual a necessidade de mentira, é para aparecer? Tem montagens que são fantásticas, mas o autor esclarece que são montagens.”

Michal, o artista polonês que, ao que tudo indica, é o verdadeiro autor da foto, e assim se proclama, também lamenta a postura do dito fotógrafo Marcus Vinicius. “Eu acho isso estúpido. Hoje em dia, toda fraude pode ser verificada muito rapidamente. A coisa se volta contra o fraudador. Mostra que tipo de pessoa o suposto autor realmente é. Uma coisa estúpida que pode levar por água abaixo outras conquistas. Agora, pessoalmente, fico um pouco desapontado que alguém tenha coragem de ganhar dinheiro com o trabalho dos outros”, declarou o artista polonês.

Andrés também conclui duramente suas críticas a atitude do suposto fotógrafo. “Essas fraudes não contribuem pra nada, nem para a astronomia amadora brasileira, nem para a fotografia. A gente tá tentando botar um pouco de ordem em casa”, declarou.

Em suas páginas nas redes sociais, o fotógrafo Marcus Vinicius vem sendo criticado e outras fotos dele, como a de uma lua, supostamente no céu de Piratininga, estão sob suspeita. O Portal Costa Norte tentou contato com o fotógrafo ao longo desta segunda-feira, mas ele não respondeu.