Há aproximadamente um mês, quem se desloca entre as cidades de Bertioga e Guarujá por meio do transporte de balsa, tem percebido que um dos flutuantes em que as balsas atracam está desativado e afundando.  

O flutuante é a estrutura pela qual os veículos têm acesso a balsa. Um deles a menos também significa menos opção de atracação para o piloto da embarcação, o que em período de muito movimento, como no útimo final de semana (dias 12 e 13), quando havia duas balsas de veículos e uma lancha de passageiro funcionando, prejudica o fluxo de trabalho. Adicionalmente, o flutuante danificado, que está visivelmente afundando, está puxando o flutuante principal, o que se agrava em período de maré vazante. 

Participe dos nossos grupos [ℹ] [📲] http://bit.ly/COSTA7INFO [🕵‍♂] Informe-se, denuncie

A Dersa, administradora da balsa, não respondeu quais são os riscos trazidos por um flutuante fora de uso, porém preso aos que estão em funcionamento. Mas, disse que a estrutura “não pertence mais ao sistema de atracação da Travessia Guarujá/Bertioga” e também informou que o flutuante, já desativado, será retirado nos próximos dias.  

Em Bertioga, a balsa fica na avenida  Henrique Costabile, 50 - Jardim Veleiros; no Guarujá, ela fica na Estrada Guarujá-Bertioga, km 29.