Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
NEM TÃO PERIGOSA

Aranha-marrom: 18 espécies apenas no Brasil

Aranhas-marrom têm uma picada que pode causar necrose da pele; no entanto, não representam grandes índices de mortes no país

05/05/2022 às 10:06.
Atualizado em 05/05/2022 às 12:03
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Aranhas-marrom não atacam propositalmente, normalmente fogem e se escondem, sendo ainda menos agressiva que a aranha-armadeira (Pixabay)

Aranhas-marrom não atacam propositalmente, normalmente fogem e se escondem, sendo ainda menos agressiva que a aranha-armadeira (Pixabay)

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Apesar de serem animais temidos, aranhas existem em quase todas as partes do mundo e pouquíssimas espécies são consideradas de extrema periculosidade aos seres humanos. Um dos exemplos dos animais mais conhecidos e temidos no Brasil é a aranha-marrom. Muitos pensam que quando nos referimos a este animal estamos falando de uma única espécie, porém, a aranha-marrom faz referência a um grupo que, segundo o Instituto Butantan, compõe 18 espécies no Brasil e 134 espécies em todo o mundo.

Podendo ser encontrada em todas as partes do Brasil, a aranha-marrom pode viver em áreas naturais e também dentro de residências, ocupando junto com a aranha-armadeira o primeiro lugar em número de ocorrências que chegam ao Instituto Butantan em São Paulo.

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Apesar disso, especialistas destacam que as aranhas não atacam propositalmente e que, diferentemente da aranha-armadeira, que possui como estratégia de defesa a movimentação das quelíceras para cima, a aranha-marrom normalmente foge e se esconde, sendo ainda menos agressiva e apresentando ataques apenas quando as pessoas pisam ou ferem a mesma.

Quantas aranhas-marrom nascem de um ovo?

Aranhas são animais que se dispersam com facilidade. Podendo viver de três a quatro anos, as aranhas-marrom podem ter de 200 a 250 filhotes por ovo, o que ajuda na disseminação da espécie. O grande número de filhotes pode assustar, porém, filhotes de aranhas-marrom são muito pequenos e não conseguem inocular veneno. Apesar de serem comumente encontradas no interior de residências, na natureza elas podem ser encontradas debaixo das rochas, buracos das árvores e bambuzais e são importantes nas teias alimentares de diversos ecossistemas.

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

O veneno da aranha-marrom pode necrosar o tecido e, caso não tratadas, as picadas também podem gerar a insuficiência renal, o que pode levar a óbito (Flickr/Joe Lapp)

Quais tipos de aranha-marrom?

As espécies de aranha-marrom mais encontradas nas residências são a Loxosceles laeta que tem sua origem no Chile e Peru e a Loxosceles intermedia, muito encontrada nos estados da região Sul do Brasil. Apesar de existirem diversos relatos do aparecimento da mesma, a aranha-marrom é dificilmente identificada pela população em geral, pois quando adulta possui o tamanho de uma moeda de um real e coloração marrom, sendo estas características presentes em diversas outras espécies de aranhas.

Apesar de dificilmente identificarmos a aranha-marrom sem a ajuda de biólogos e especialistas, podemos ver diferenças corporais entre os grupos. A Loxosceles, diferentemente da aranha-armadeira, causa pouca ou quase nenhuma dor no momento em que pica, já a aranha-armadeira é famosa por causar dor intensa no momento da picada.

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Tanto a aranha-marrom quanto a aranha-armadeira formam uma teia que aparenta ser um pedaço pequeno de algodão dentro de aberturas e fendas em locais abrigados e normalmente escuros. A grande maioria das picadas ocorre quando as pessoas vão calçar os sapatos, ou principalmente nas camas e toalhas quando as pessoas encostam sem saber nestes aracnídeos.

Qual aranha-marrom é venenosa?

Toda aranha tem veneno e pode gerar reação alérgica, porém nenhuma aranha no Brasil que faz a teia simétrica, famosa nos desenhos e ilustrações, gera algum perigo para a população. Tanto a aranha-marrom quanto a armadeira possuem teias pequenas, que não possuem padrão e estas servem mais para proteção do animal do que para captura de presa.
Quais os sintomas de picada de aranha-marrom? 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

A picada da aranha-marrom normalmente não é sentida ou causa pouca dor. Geralmente a espécie é identificada como causadora do acidente dias depois do acontecimento pois a ferida no local da picada não cicatriza e aumenta com o tempo. Apesar de muitos filmes mostrarem aranhas picando pelo abdome, a parte final do abdome é utilizada para fazer a teia. As aranhas picam pelas quelíceras, ou seja, a parte das aranhas que equivale às nossas bocas. 

Quais os males que a aranha-marrom provoca no ser humano?

O veneno da aranha-marrom possui várias proteínas com ação enzimática, ou seja, podem reagir com o corpo, desenvolvendo uma resposta inflamatória e pode ocorrer a necrose do tecido. Caso não tratadas, as picadas também podem gerar a insuficiência renal, o que pode levar a óbito. Apesar disso, aranhas não são animais que representam grandes índices de mortes de pessoas no Brasil. No ano de 2016 foram noticiadas aproximadamente 25 mortes no país, sendo mais de  20 mil ocorrências de acidentes que aconteceram no mesmo ano. Apesar disso, o temor pelas aranhas continua sendo grande.

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Quanto tempo o veneno da aranha-marrom fica no corpo? 

Ao ser picado o ideal é capturar e levar o animal vivo para o hospital ou Instituto Butantan para que possa ocorrer a correta identificação do causador do acidente e aplicado o soro correto. Após ser picado, o ideal é que a pessoa não demore muito tempo para ir até o hospital. Porém, existem indícios que comprovam que o tratamento da picada de aranha-marrom é lento e pode exigir diversos cuidados médicos, pois o veneno pode ficar por meses no corpo humano.

Ao ser picado o ideal é capturar e levar o animal vivo para o hospital ou Instituto Butantan para uma correta identificação do causador do acidente e aplicação do soro correto (Reprodução/Wikimedia Commons)

O que atrai a aranha-marrom?

De modo geral, para evitar a entrada das aranhas nas residências, podemos colocar soleiras nas portas, telas nas janelas e evitar o acúmulo de matéria orgânica exposta para impedir que muitos insetos apareçam. Além disso, pilhas de telhas são grandes atrativos para aranhas marrons, entulhos e resíduos sólidos ou lixo jogados nos locais.
O Instituto Butantan é o local em que, no estado de São Paulo, a população pode encontrar informações seguras sobre diversas espécies peçonhentas. As pesquisadoras e pesquisadores afirmam que não se deve fazer torniquete, sangria ou sugar o veneno. Bem como, não utilizar açúcar, café ou qualquer outro produto no local da picada. No instituto e nos hospitais é possível encontrar o soro injetável que é restrito à rede pública de saúde. O que faz com que toda a população tenha igual acesso ao tratamento.

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Qual é o predador natural da aranha-marrom?

Aranhas fazem o controle de pragas e ajudam a manter a biodiversidade mundial. São predadoras de insetos que são animais que se reproduzem rapidamente e são alimentos de diversos animais como répteis e mamíferos que fazem parte das teias alimentares de diversos ecossistemas. Além disso, diversas pesquisas são feitas utilizando a aranha-marrom e a aranha-armadeira, o que faz com que o Brasil avance na ciência mundialmente.

Por Camila Issagawa, bióloga especializada em biologia marinha e gerenciamento costeiro pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) e colaboradora do Portal Costa Norte

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

O Portal Costa Norte é um dos veículos de comunicação do Sistema Costa Norte de Comunicação, empresa que atua no litoral paulista há mais de trinta anos levando informação a toda a população com seriedade e imparcialidade.

Sistema Costa Norte de Comunicação© Copyright 2022Todos os direitos reservados ao Sistema Costa Norte de Comunicação.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por