Caverna do Diabo ganha mapeamento em 3D | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Variedades
Vídeo preliminar do estudo | Autor: Reprodução/USP
Foto: Reprodução

Caverna do Diabo ganha mapeamento em 3D

Atração turística do Vale do Ribeira é a primeira do Brasil a ser escaneada a laser em três dimensões


21 de fevereiro de 2019 às 14:30
Por Da Redação
Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Localizada no Parque Estadual Caverna do Diabo no município de Eldorado, no Vale do Ribeira, a Caverna do Diabo é primeira do Brasil a ser escaneada a laser em três dimensões para o uso turístico e conscientização ambiental.

A gruta está entre as maiores do país com aproximadamente 8 km de extensão e faz parte do mosaico que completa 11 anos nesta quinta-feira, 21 de fevereiro. Esta é a data de criação do Mosaico Jacupiranga, no qual existem mais dois parques e 11 Unidades de Uso Sustentável, todos sob gestão da Fundação Florestal do Estado de São Paulo.

O trabalho em 3D prevê a digitalização dos 600 metros da caverna, que é a parte aberta para a visitação pública. O estudo faz parte de um projeto de pesquisa financiado pela Fapesp - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, como explica o secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido. “A Gruta da Tapagem, como também é conhecida, é a maior caverna do Estado de São Paulo e uma das mais belas do Brasil. Ela impressiona pela imponência de suas formações e está totalmente preparada para receber o turista”.

De acordo com o geólogo Carlos Henrique Grohmann, autor do estudo, o mapeamento realizado em parceria com a FARO Brasil é extremamente preciso e vai tornar acessível a todos um passeio virtual muito próximo da realidade por dentro das galerias .“Esse estudo é a maneira que encontrei de levar à população o acesso a esse verdadeiro patrimônio geológico que possuímos no Estado de São Paulo”, disse Carlos.

Localizado ao sul do estado de São Paulo, o parque possui um rico ecossistema, que atrai visitantes do mundo inteiro. Além da caverna o local possui uma área superior a 40 mil hectares com rios e cachoeiras que abrangem os municípios de Barra do Turvo, Cajati, Eldorado e Iporanga.

Para o gestor do Parque, Ives Arnone, é importante que exista diversas parcerias e linhas de pesquisas nas Unidades de Conservação. “Atualmente recebemos aproximadamente 40 mil visitantes por ano. Esse estudo é respeitável, pois consegue sair da academia e leva ao público em geral mais conhecimento sobre o parque” afirmou.

A região é considerada Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO, devido ao fato de possuir a maior porção de Mata Atlântica do Brasil. Além da riqueza natural, a região apresenta uma grandiosa riqueza cultural devido à presença de comunidades indígenas, caiçaras e quilombolas. 

Últimas Notícias

Os melhores do litoral

Confira algumas das melhores dicas de todo o litoral