Vila do Bem recebe Feira da Consciência Negra neste sábado | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Variedades
Foto: Divulgação

Vila do Bem recebe Feira da Consciência Negra neste sábado

A feira terá atividades artísticas e filosóficas, a fim de promover diferentes perspectivas da cultura negra


08 de novembro de 2018 às 16:28
Por Da Redação

No dia 20 de novembro celebra-se o Dia Nacional da Consciência Negra. A data tem como objetivo ampliar a reflexão sobre a presença do negro e de sua cultura na sociedade brasileira, além de homenagear Zumbi, o último líder do Quilombo dos Palmares.

A fim de promover diferentes perspectivas da cultura, em parceria com o Sesc, Bertioga promove a Feira da Consciência Negra, com atividades artísticas e filosóficas, que ocorrerão na Vila do Bem, localizada na rua São Gonzalo, s/nº, no bairro Chácaras, neste sábado, 10, a partir das 15 horas. 

A primeira atração, às 15h, será o espetáculo No Balanço da Maré, só não Dança quem não Quer!, uma  intervenção cênica, musical e interativa, na qual a dança e a música encontram-se para celebrar a cultura popular brasileira. 


Apresentado pelo grupo Alma de Maré, o universo poético e divertido do Cacuriá, do Coco e da Ciranda convidarão o público a uma experiência rítmica, mostrando que em qualquer idade se pode brincar.

Foto: Divulgação

No mesmo horário, haverá muita literatura com Casulo Viajante. A Kombi Safári 83 estacionará na Vila do Bem e trará livros de contos populares, literatura de cordel, contos de fadas, além de uma seleção de histórias africanas para leitura compartilhada. Com Brunna Talita e Renato Ribeiro.

Às 15h, 17h e 19h, o público poderá participar da oficina de amarrações de turbantes, com Michelle Fernandes, da Boutique de Krioula.

Ela apresenta parte da história dos turbantes, adornos feitos de tecidos que carregam em si elementos culturais africanos e ensina uma gama de amarrações para utilizar no dia a dia e empoderar a mulher negra. As vagas são limitadas e os interessados devem se inscrever com 30 minutos de antecedência no local.

Já às 16h, é a vez da companhia teatral Trupe da Jurema trazer uma esquete produzida após reflexões sobre ser negro e negra no Brasil. O grupo foi criado em 2018, em Bertioga, e realiza jogos teatrais e oficinas de criação espontânea, partindo da realidade vivida pelos próprios atores. 


A narração Do Saara às Savanas: as Histórias que a África conta e o Brasil Reconta ocorre às 16h15, com o  Núcleo Esporos de Experiências Artísticas, traz mitos das culturas africanas e afrobrasileira, como a lenda iorubá da criação do mundo.

Foto: Divulgação

Às 17 horas, ocorrerá uma oficina, produzida pelo Instituto Liga do Funk, que percorrerá a linha do tempo do ritmo funk, onde serão ensinados movimentos clássicos do passinho.

A entidade desenvolve o projeto Morada da Liga, que se constituiu como um espaço de moradia coletiva que oferece formações técnicas em diversas áreas de atuação profissional no funk. As ações, voltadas para jovens da Zona Leste de São Paulo, desenvolvem potencialidades e se apresentam como alternativas de inclusão social.

Encerrando os trabalhos, às 18 horas, haverá uma roda de samba e capoeira, com o Grupo de Capoeira Mestre Cipó, para celebrar duas importantes manifestações da cultura negra.

Últimas Notícias