Circuito Sesc de Artes ocorre neste sábado | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Variedades
O Cinesolar é equipado com placas solares e sistema conversor de energia, para exibição de filmes
O Cinesolar é equipado com placas solares e sistema conversor de energia, para exibição de filmes Foto: Divulgação

Circuito Sesc de Artes ocorre neste sábado

O Parque dos Tupiniquins receberá atividades que prometem tornar o público protagonista das ações artísticas


10 de abril de 2018 às 15:46
Por Da Redação

Circo, dança, música, teatro e oficinas fazem parte da programação do Circuito Sesc de Artes, que ocorre neste sábado, 14, a partir das 16 horas, no Parque dos Tupiniquins, em Bertioga. As atividades são gratuitas e acontecem em 120 cidades, graças a uma parceria entre o Sesc, prefeituras e sindicatos de comércio locais. O objetivo é tornar o público protagonista das ações artísticas realizadas, conectando sentidos e ideias, para construir um circuito coletivo de artes e pessoas. 

Dentre as ações, está o Cinesolar, o  primeiro cinema itinerante do Brasil que utiliza energia solar para exibir filmes. Equipado com placas solares e sistema conversor de energia, o veículo viaja por várias regiões do país para realizar sessões gratuitas de cinema, com o propósito de democratizar o acesso às produções audiovisuais e promover ações sustentáveis por meio do projeto. Monstros Animados será o título a ser exibido.

Para os amantes de teatro e circo, haverá duas opções. A primeira é do grupo Parlapatões com o espetáculo Os Mequetrefe, no qual quatro palhaços, não por acaso, chamam-se Dias, e vivem a jornada de um longo e divertido dia. Do despertar à hora de dormir, revelam como a desconstrução da lógica cotidiana pode abrir espaço para outras maneiras de encarar a vida. Vivendo situações bem comuns, esses cidadãos nada comuns provocam uma série de confusões tão hilárias quanto poéticas.

 A Sanfonástica Mulher Lona, é o circo em si, metaforizado por sua autonomia e liberdade potente de chegar onde quer, adentrando territórios e diluindo fronteiras. A intervenção artística é realizada por Lívia Mattos - circense, musicista e socióloga - apresentando seu miniconcerto ambulante, vestida de lona de circo. 

Também haverá a apresentação do grupo Unidos do Swing. O primeiro conjunto a inserir o swing jazz no Carnaval paulistano foi formado em 2014 por um grupo de músicos profissionais, dançarinos de lindy hop e artistas circenses. Unindo as tradições do Mardi Gras, de New Orleans, com os carnavais brasileiros, o grupo tem sua sede no vão livre do Masp, onde organizam ensaios abertos à população e participam ativamente do cenário de arte de rua da cidade.

Para relembrar décadas atrás, quando os monóculos traziam uma experiência intimista de rever uma memória pessoal, haverá a oficina de arte visual Monóculos Fotográficos. Nessa atividade, serão feitos monóculos na hora das pessoas presentes. Elas serão fotografadas e poderão ver o processamento do filme e montagem dos monóculos, podendo retirá-los ao final da atividade. Na oficina Birutas Voadoras, o público é convidado a confeccionar biruta em ponta de vara de pesca, usando papel de seda em cores e estampas diversas. O brinquedo voa ao ser manipulado pelo participante; ele cria  coreografias no ar, pode-se correr com ele e explorar o espaço aéreo. Em interação, as birutas promovem um espetáculo espontâneo e colorido.

Para encerrar os trabalhos, ocorrerá o Biblioteca na Praça, um projeto de incentivo à leitura que, com pequenas bibliotecas, que também são  banquinhos de descanso, contribui para formar um espaço mais vivo  e tornar os livros mais acessíveis.

 

Últimas Notícias