Veja quem são os 10 turistas mortos no acidente com ônibus | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Segurança
O casal Maria Ivonete Marcolino Ferreira da Silva e Doriedson Ferreira da Silva, de São Vicente
O casal Maria Ivonete Marcolino Ferreira da Silva e Doriedson Ferreira da Silva, de São Vicente Foto: Reprodução/Facebook

Veja quem são os 10 turistas mortos no acidente com ônibus

Coletivo tombou após possivelmente ter perdido os freios na rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro (SP-123), na altura de Pindamonhangaba


10 de junho de 2019 às 16:50
Por Reginaldo Pupo

A Policia Civil divulgou na manhã desta segunda-feira, 10, a lista dos 10 mortos (oito adultos e duas crianças) no acidente com um ônibus da empresa Brasil Santana, de Praia Grande, que voltava de Campos do Jordão na noite deste último domingo, 9, com turistas de Cubatão, Praia Grande, São Vicente e Santo.


Participe dos nossos grupos ℹ http://bit.ly/CNAGORA5🕵♂ Informe-se, denuncie!


O coletivo tombou após possivelmente ter perdido os freios na rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro (SP-123), na altura de Pindamonhangaba. Desgovernado, o ônibus desceu um trecho da serra em alta velocidade, na contramão, tombou e atingiu cinco carros.

Ivan Francisco da Silva, motorista do ônibus acidentado
Ivan Francisco da Silva, motorista do ônibus acidentado Foto: Reprodução/Facebook
 


Duas das vítimas fatais, Jaziel Dourado, 33 e sua filha Manoella Maciel Dourado, de quatro anos, estavam em um dos veículos atingidos. A esposa de Jaziel e outro filho do casal permanecem internados.

Jaziel e a filha Manoella Dourado, de Barueri
Jaziel e a filha Manoella Dourado, de Barueri Foto: Reprodução/Facebook
 


No total, 51 pessoas ficaram feridas, entre os passageiros do ônibus e ocupantes dos carros. Uma moto também foi atingida.


Além de Jaziel e Manoella, morreram no acidente Yago Mange, de 25 anos; Camilla Rodrigues da Silva, de 23 anos; Jackeline Rodrigues Fernandes, de 26 anos; Luzia Aparecida Alencar dos Santos, de 32 anos; Julia dos Santos, de 3 anos; Doriedson Ferreira da Silva, de 46 anos; Maria Ivonete Marcolino Ferreira da Silva, de 41 anos e o motorista do ônibus, Ivan Francisco da Silva. A esposa de Ivan, Maria Cícera, o reconheceu pela aliança de casamento.

Luzia Aparecida Alencar dos Santos e Julia dos Santos, de São Vicente
Luzia Aparecida Alencar dos Santos e Julia dos Santos, de São Vicente Foto: Reprodução/Facebook
 

Jaqueline Rodrigues Fernandes
Jaqueline Rodrigues Fernandes Foto: Reprodução/Facebook
 


Identificação dos corpos

Os primeiros familiares começaram a chegar a Campos do Jordão, Taubaté e Pindamonhangaba, para onde foram levadas as vítimas, por volta das 5h30 desta segunda-feira, 10. Ao menos 10 médicos e peritos, alguns deles de folga, foram acionados para fazer a autópsia nas vítimas no IML de Taubaté.


“Procurei pelo meu sobrinho nos três hospitais para onde os passageiros foram levados. A cada hospital, uma grande agonia, infelizmente, ele não estava em nenhum deles e veio parar no lugar que nós não gostaríamos de vir, o IML”, disse comovido Álvaro Mange, tio de Yago Mange, morto no acidente, após deixar o IML.


Dos 30 feridos levados com menor gravidade para Campos do Jordão, 29 já tiveram alta. A passageira que permaneceu no hospital, identificada como Suelen, seria transferida nesta tarde para o Hospital Regional de Taubaté, para fazer uma cirurgia.


Os pacientes mais graves foram encaminhados para o Regional de Taubaté. Das 16 vítimas levadas para aquela unidade, 10 já tiveram alta. Das seis restantes, três estão em estado gravíssimo. Outras três vítimas permanecem no hospital de Pindamonhangaba.


Todo o trecho de serra da rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro ficou fechado  desde às 21h30 de ontem para resgate às vítimas, perícia, retirada dos veículos e lavagem da pista. A rodovia foi liberada às 6h desta segunda-feira, 10.


O ônibus foi apreendido pela Polícia Rodoviária e a Polícia Civil deverá apurar no inquérito as causas do acidente. O sistema de freio será analisado para saber se houve alguma falha.


A empresa Brasil Santana, sediada em Praia Grande, divulgou nota em que lamenta o acidente e informou que o ônibus estava com toda a sua documentação em dia, tinha autorização para fretamentos e que a última vistoria mecânica ocorreu no último dia 3 de junho.


A informação foi confirmada pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) que, em nota, afirmou que tanto o ônibus, quanto a empresa, estava regulares. "O registro da Brasil-Santana Transportes está ativo e é válido até dezembro de 2019. O veículo estava credenciado para a modalidade fretamento e a última vistoria é válida até 3 de dezembro de 2019".

Últimas Notícias

Os melhores do litoral

Confira algumas das melhores dicas de todo o litoral