Ônibus com turistas de Cubatão perde freios, atinge carros e deixa 10 mortos em Pindamonhangaba | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Segurança
Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Ônibus com turistas de Cubatão perde freios, atinge carros e deixa 10 mortos em Pindamonhangaba

Informações preliminares indicam que o ônibus teria perdido os freios e, desgovernado, atingiu vários veículos


10 de junho de 2019 às 09:15
Por Reginaldo Pupo
Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Foto: Reprodução/Internet

Um ônibus de excursão que havia acabado de sair de Campos do Jordão, na Serra da Mantiqueira, e levava turistas de volta para Cubatão, deixou ao menos 10 pessoas mortas e cerca de 30 feridas por volta das 21h30 deste domingo, 9, após provocar um engavetamento na descida da serra da rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro (SP-123), na altura de Pindamonhangaba, no Vale do Paraíba. A rodovia é o principal acesso para Campos do Jordão e cidades do sul de Minas Gerais.


Participe dos nossos grupos ℹ  http://bit.ly/CNAGORA5 🕵♂ Informe-se, denuncie!


Segundo informações preliminares, o ônibus da empresa Brasil Santana, de Praia Grande, teria perdido os freios e, desgovernado, atingiu vários veículos que estavam à sua frente e tombou em uma ribanceira. No momento do acidente o trânsito era intenso, formado por milhares de carros que haviam deixado Campos do Jordão. 


As informações sobre o número de vítimas fatais ainda são desencontradas. Inicialmente, o Samu havia divulgado que 17 pessoas teriam morrido, mas posteriormente corrigiu a informação para 10 mortos.


Entre as oito vítimas fatais do ônibus estão o motorista e uma criança. Os outros dois mortos estavam em um dos carros atingidos. Todos foram encaminhados para o IML de Taubaté. 


O número de feridos também tem informações desencontradas, mas seriam entre 30 a 46, totalizando as vítimas do ônibus e dos carros atingidos. Informações iniciais apontavam entre três a cinco veículos envolvidos. As vítimas do ônibus estavam fazendo turismo de um dia na cidade turística de Campos do Jordão.


Às 3h30 da madrugada desta segunda-feira, 10, as equipes de resgate ainda socorriam as vítimas, que estão sendo encaminhadas para o Hospital Regional de Taubaté e para os hospitais de Pindamonhangaba e Campos do Jordão. A rodovia está interditada nos dois sentidos, desde o momento do acidente, e não tem previsão para liberação, já que as equipes ainda precisam remover os corpos, após a perícia, e realizar o trabalho de limpeza da pista. Há filas de carros nos dois sentidos aguardando a liberação.


“Cenário de guerra”

Relatos de testemunhas postados em redes sociais reproduziram o horror pelo qual passaram as vítimas. Em vídeos publicados na internet, é possível ouvir várias vítimas pedindo socorro e gritando de dores. A rodovia escura e o intenso frio prejudicaram as buscas das vítimas, a maioria delas presa às ferragens do ônibus e dos carros e em meio às bagagens.


“Parece um cenário de guerra. Muita gente ensanguentada e sofrendo de dor. Parece que a rodovia foi bombardeada por um míssil. Muitas ambulâncias e bombeiros pra lá e pra cá a todo instante. Que Deus conforte os familiares”, disse um internauta no Facebook.


Alécio Marinho estava em um dos carros envolvidos no acidente. “Vi pelo retrovisor quando o ônibus vinha em alta velocidade, atingindo dois carros que estavam atrás de mim. Não deu tempo para eu fazer nada, lembro de ter sido atingido e capotado umas três ou quatro vezes”, disse ele à TV Vanguarda, aparentemente sem ferimentos.


Devido ao horário do acidente, o Costa Norte não conseguiu ouvir a empresa Brasil Santana, situada em Praia Grande, proprietária do ônibus.


Há três anos, acidente com ônibus matou 18 universitários de São Sebastião

Há exatos três anos, outro acidente também envolvendo ônibus vitimou moradores do litoral paulista em circunstâncias parecidas.. Em 8 de junho de 2016, ao menos 18 universitários de São Sebastião morreram após o ônibus em que estavam ter perdido o controle e se chocado contra uma rocha no sentido contrário de sua direção, na rodovia Mogi-Bertioga, após também perder os freios.


O ônibus da União do Litoral Turismo levava 46 estudantes da Universidade de Mogi das Cruzes (UMC) e da Braz Cubas (UBC) para São Sebastião. Pelo menos 31 deles ficaram feridos. As vítimas foram socorridas aos prontos-socorros de Bertioga e de São Sebastião.


Até hoje, diversas famílias das vítimas ainda brigam na Justiça para obter indenização pelas mortes.

Últimas Notícias

Os melhores do litoral

Confira algumas das melhores dicas de todo o litoral