Bertioguense é agredido por 12 horas na Favela do Caixão, em Guarujá | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Segurança
Foto: Reprodução/Google Maps

Bertioguense é agredido por 12 horas na Favela do Caixão, em Guarujá

Vítima sequestrada por seis criminosos armados foi confundida com um policial militar


14 de março de 2019 às 13:14
Por Da Redação

A polícia investiga o sequestro e agressão a um bertioguense mantido refém por mais de 12 horas na Favela do Caixão, no distrito de Vicente de Carvalho, em Guarujá. O homem foi levado por criminosos após sair de uma festa por ter sido confundido com um policial militar. O caso foi divulgado nesta quinta-feira, 14.


Segundo a Polícia Militar, o homem foi pego por seis criminosos armados após sair de uma festa. Os bandidos pararam de carro em frente ao local e o colocaram no veículo, onde ele começou a ser agredido. A vítima foi levada para uma casa abandonada em área de mangue e, enquanto o espancavam, os sequestradores exigiam informações por achar que ele era policial. 


Após denúncias, a Polícia Militar iniciou as buscas, que mobilizou equipes do Batalhão de Ações Especiais da Polícia (Baep), Polícia Ambiental, além do helicóptero Águia. Quando os criminosos ouviram a aproximação da lancha da Polícia Ambiental, fugiram para rumo desconhecido. 


A vítima aproveitou a fuga dos bandidos para procurar por ajuda, quando entrou em uma rua da comunidade e foi encontrada por policiais. O homem registrou boletim de ocorrência no 2º DP de Guarujá e, com base nas informações, os policiais procuram identificar e deter os suspeitos. Até a publicação desta matéria, nenhum dos criminosos havia sido preso.

Últimas Notícias

Os melhores do litoral

Confira algumas das melhores dicas de todo o litoral