Núcleo de Apoio à Mulher tem plantão na delegacia de Bertioga | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Segurança
Elda Cardoso, Nildete Duarte e Viviara Maniçoba, voluntárias do NAM
Elda Cardoso, Nildete Duarte e Viviara Maniçoba, voluntárias do NAM Foto: JCN

Núcleo de Apoio à Mulher tem plantão na delegacia de Bertioga

Grupo já atendeu 50 vítimas, a maioria com a média de idade de 30 anos


11 de fevereiro de 2019 às 14:53
Por Eleni Nogueira

Em Bertioga, mulheres vítimas de agressão e violência doméstica têm acolhimento e orientação no Núcleo de Apoio à Mulher, o NAM, com plantão às segundas e quartas-feiras, das 9 às 18 horas, na delegacia, localizada na rua manoel Gajo, número 340 - Centro. Lá, voluntárias fazem o primeiro atendimento, de forma especializada, na tentativa de suprir a falta de uma Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), no município. 


De outubro do ano passado, quando foi instalado, ao início deste mês, o grupo já atendeu 50 vítimas, a maioria com a média de idade de 30 anos. No aconchegante espaço reservado, logo na entrada da delegacia, oito voluntárias revezam-se na missão de distribuir carinho e atenção àquelas que passam por um momento delicado. A auxiliar de enfermagem Viviara Maniçoba destaca que a maioria das mulheres que se encontram nessa situação chegam assustadas e com medo. "Muitas recebem ameaça, são estupradas e não sabem o que fazer. A mulher está muito vulnerável". 


O trabalho desenvolvido pelo NAM vai além da recepção. Nildete Duarte, terapeuta holística, explica: "Aqui nós orientamos sobre a importância de fazer o boletim de ocorrência e de fazer o reconhecimento, para a medida protetiva". 


As atendidas, também recebem encaminhamento para os serviços assistenciais do município, caso seja necessário, como o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e o Centro de Referência da Assistência Social  (Cras).  


A turismóloga Fernanda Cabral Albuquerque destaca outra vertente do trabalho, aquele que vai além da sala de atendimento, como o acesso ao projeto Promotoras Legais Populares, que visa transmitir às mulheres conhecimentos sobre direitos, cidadania, dignidade e igualdade de acesso à Justiça.  


Trata-se de um projeto de formação, realizada em parceria com a União de Mulheres de São Paulo. Em Bertioga os encontros terão início no dia 13 de março, sempre às quartas-feiras, das 19h às 21 horas, e término em 27 de novembro, na sede da OAB de Bertioga, localizada na avenida Anchieta, 141 - Centro. As fichas de inscrição podem ser preenchidas na sede do NAM. 


Veja como foi a formação do grupo:

http://d.costanorte.com.br/seguranca/21255/bertioga-ganha-nucleo-de-atendimento-a-mulheres-vitimas-de-violencia-e-estupro

Últimas Notícias

Os melhores do litoral

Confira algumas das melhores dicas de todo o litoral