Grupo perde-se na mata de Guaratuba | Sistema Costa Norte de Comunicação
|
Segurança
Foto: Reprodução/Internet

Grupo perde-se na mata de Guaratuba

Dois homens, uma criança e um cachorro foram resgatados pelos bombeiros na noite de quinta-feira, 31

01 de fevereiro de 2019 às 15:53
Por Marina Aguiar

O Corpo de Bombeiros de Bertioga resgatou três pessoas e um cachorro, na noite de quinta-feira, 31, em Guaratuba. Dois homens, uma menina de 9 anos e o animal fizeram um passeio por uma trilha até o Poço do Limão, no Parque Estadual Restinga de Bertioga (Perb) por volta das 16h30, mas se perderam na volta.


Segundo o cabo Alves, do Corpo de Bombeiros, o grupo voltava às 19h30 e não conseguiu encontrar o caminho. "Eles se perderam na metade da trilha, então seguiram o leito do rio, caminharam por mais uma hora e meia e não encontraram nada. Foi aí que decidiram procurar sinal de celular para nos ligar, por meio do 193".


Alves foi acionado às 22 horas e acalmou o grupo. "Dei orientações para que eles ficassem calmos, tirassem as roupas molhadas e se abraçassem para manter o calor do corpo. Eles me explicaram onde estavam e, como eu conheço a região, consegui encontrá-los perto da meia-noite com a ajuda do soldado Ferreira e do soldado Rysia".


O resgate foi encerrado às 2 horas da manhã de sexta-feira, 1º, quando o grupo encontrou a Polícia Militar Ambiental e foi notificado e advertido, pois a entrada em trilhas de áreas de proteção ambiental é proibida. Os homens passarão por um conselho integrado pela Polícia Ambiental, representantes do Perb e Ministério Público do Estado de São Paulo para definir se haverá punição.


O passeio até o Poço do Limão, em Guaratuba, leva em torno de 1h30 de caminhada na ida e mais 1h30 na volta, e só deve ser realizado com a companhia de um monitor ambiental.


Lei

Existem duas leis municipais que regulamentam o Ecoturismo em Bertioga: 327/99 e 516/02. A primeira regulamenta a atividade de Ecoturismo nas áreas de proteção ambiental em Bertioga e exige que "somente poderão praticar o ecoturismo no município as pessoas, empresas e órgãos devidamente cadastrados e licenciados".


Já a 516/02 estabelece multa equivalente a R$100,00 por participante de trilha ecológica não devidamente cadastrada ou fechada, por excursão desacompanhada de monitor ou por número excedente de excursionistas por monitor de acordo com critério estabelecido em regulamento. 


Segundo o Perb, as trilhas exigem o acompanhamento de monitores. Além disso, quem entra na UC (Unidade de Conservação) sem acompanhamento de monitor está infringindo a resolução SMA 48. "As trilhas estão dentro do parque estadual. É proibido acessá-las sem acompanhamento. Para contratar um monitor é necessário entrar em contato com o PERB e pegar a relação de monitores habilitados".

Últimas Notícias

Os melhores do litoral

Confira algumas das melhores dicas de todo o litoral