Vendedora de queijo coalho é furtada na Riviera | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Segurança
Venda de queijo coalho é ilegal em Bertioga
Venda de queijo coalho é ilegal em Bertioga Foto: Reprodução/Internet

Vendedora de queijo coalho é furtada na Riviera

Vítima se distraiu e teve a bolsa com pertences furtada; venda do produto na praia é ilegal


22 de janeiro de 2019 às 13:28
Por Marina Aguiar

Uma vendedora de queijo coalho foi furtada enquanto oferecia o produto na praia da Riviera de São Lourenço, na manhã de sexta-feira, 18. De acordo com o boletim de ocorrência, feito pela vítima, ela deixou a bolsa com pertences e se distraiu, quando percebeu não havia mais nada.

Na bolsa estavam uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH), Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) e chave de uma motocicleta, um celular e R$ 50. 

Ilegal

De acordo com a Diretoria de Abastecimento e Comércio de Bertioga, vender queijo coalho na praia é ilegal, não é recepcionado pela Vigilância Sanitária em Saúde, nem na legislação municipal e estadual. Quando fiscalizados, os ambulantes ilegais têm as mercadorias apreendidas.

Em Bertioga, as licenças são permitidas para ambulantes com carrinhos de mão ou trailer e são vendidos produtos como: sorvetes, sucos, coco verde, milho cozido, açaí, lanches e bebidas, doces e salgados, comida oriental, além de moda praia, artigos de praia, óculos, bijuteria e artesanato.

Últimas Notícias

Os melhores do litoral

Confira algumas das melhores dicas de todo o litoral