Tamoios: obras de duplicação ultrapassam os 50% de avanço | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
RODOVIA DOS TAMOIOS
Equipamento austríaco será utilizado para a construção de viaduto em nova fase de obras
Equipamento austríaco será utilizado para a construção de viaduto em nova fase de obras Foto: Concessionária Tamoios

Tamoios: obras de duplicação ultrapassam os 50% de avanço

Implantação de nova pista com 22 km de extensão no trecho de Serra da rodovia irá facilitar o acesso ao litoral norte


30 de janeiro de 2019 às 09:48
Por Da Redação
Equipamento austríaco será utilizado para a construção de viaduto em nova fase de obras
Equipamento austríaco será utilizado para a construção de viaduto em nova fase de obras Foto: Concessionária Tamoios

Teleférico de carga Cable Clane
Teleférico de carga Cable Clane Foto: Concessionária Tamoios

Obra inclui a construção de quatro túneis
Obra inclui a construção de quatro túneis Foto: Concessionária Tamoios

Ao todo serão oito viadutos
Ao todo serão oito viadutos Foto: Concessionária Tamoios

Iniciadas em dezembro de 2015, as obras de duplicação do trecho de Serra da rodovia dos Tamoios atingiram a marca de 51,13% de conclusão, segundo a Concessionária Tamoios, empresa que administra a rodovia desde abril de 2015. Para a implantação da nova pista, que atenderá ao fluxo de subida da Serra, foi implantado um projeto de obras, com 85% de sua área de execução dentro do Parque Estadual da Serra do Mar.

 

São cerca de 22 km de novas pistas, compostas por oito viadutos, uma ponte, dois retornos e quatro túneis que, juntos, totalizam 12,8 km de extensão. Essa combinação representa cerca de 72% do total da obra, que tem o desafio de preservar ao máximo a Mata Atlântica e a diversidade ecológica da região.

 

O túnel 2, que terá 700m de extensão, apresenta 99,7% de conclusão, com 698,5 metros escavados. O túnel 5, que terá 3,6 quilômetros de extensão, está com 97,8% das escavações concluídas. Dos 12,8 km totais de escavação, 46% já foram concluídos.

 

Para a nova fase de construção do viaduto 3, será utilizado o Cable Crane, teleférico de carga que pode transportar até 20 toneladas entre equipamentos e trabalhadores, vencendo a distância de 394 metros entre as duas torres. O equipamento austríaco foi montado com a ajuda de um helicóptero de carga, evitando a construção de caminhos de serviços, preservando 41.000 m² de Mata Atlântica Nativa, o equivalente a cinco campos de futebol. É a primeira vez que essa metodologia está sendo empregada no Brasil.

 

Em agosto de 2018 foram entregues ao tráfego quatro quilômetros de duplicação, do km 60,4 ao km 64,4. Na pista, foi implantada uma nova ponte sobre a represa de Paraibuna e uma passagem inferior.

 

 

Últimas Notícias

Os melhores do litoral

Confira algumas das melhores dicas de todo o litoral