Litigância estratégica é debatida em evento da Procuradoria-Geral e da Escola | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte

Sistema Costa Norte de Comunicação

Logo do Jornal Costa Norte

Litigância estratégica é debatida em evento da Procuradoria-Geral e da Escola

Da Redação
10 de julho de 2020 às 23:15
.

Com o objetivo de contribuir para a discussão sobre como otimizar a ação do Ministério Público na proteção aos direitos difusos e sociais, com foco na atuação resolutiva e estratégica da instituição, a Procuradoria-Geral de Justiça e a Escola Superior do Ministério Público promoveram, nesta sexta-feira (10/9), o seminário virtual "Projeto Estratégico MP Social". O evento foi aberto pelo procurador-geral de Justiça, Mario Sarrubbo, pelo diretor da Escola, Paulo Sérgio de Oliveira e Costa, pelo subprocurador-geral de Justiça Jurídico, Wallace Paiva Martins Junior, e pelo secretário do Conselho Superior do MPSP, José Carlos Cosenzo.

 

Para Sarrubbo, o Ministério Público precisa manter um diálogo mais amplo em relação às estratégias de atuação. "Sabemos que o MPSP é um dos maiores litigantes do sistema de Justiça brasileiro, mas não tem uma estratégia de litigância definida". Segundo o PGJ, está na hora de buscar caminhos para uma atuação com ainda mais resultados junto ao sistema de Justiça. Ele acrescentou que a sociedade precisa de um Ministério Público mais resolutivo, que alcance seus objetivos de forma mais rápida, na medida em que a sociedade é a destinatária do trabalho executado pela instituição.

 

Oliveira e Costa ressaltou a importância do evento para discutir ações que precisam ser organizadas para dar capilaridade à cultura necessária para atuação estratégica. "A política do Ministério Público resolutivo vem sendo cada vez mais seguida".

 

Segundo Paiva Junior, é preciso construir uma nova forma de Ministério Público. "É uma pauta para hoje, agora, com ou sem pandemia", disse. Segundo ele, é imprescindível que o MPSP ajuste seu relógio ao século 21. "Para tanto, iremos continuamente desenvolver debates, estratégias práticas e projetos, semeando diálogos e fomentando a democracia". 

 

Para Cosenzo, criatividade é a palavra-chave para enfrentar o atual momento, definido por ele como o maior desafio da história para garantia da saúde e da vida. "O MPSP precisa atuar de forma orquestrada, marcada pela unidade e pelo pensamento institucional. Mantendo-se a independência funcional, é o momento de pensar na luta para buscar a litigância estratégica".

 

A primeira mesa, sob a presidência do procurador e membro do Conselho Superior Antonio Carlos Fernandes Nery, teve como tema "O Ministério Público e a atuação estratégica". O desembargador Carlos Alberto de Salles, que já integrou o MPSP, destacou que quando o foco é a atuação estratégica "o primeiro objetivo que se mostra aparente é o legal enforcement (expressão da língua inglesa que pode ser traduzida como fazer valer o direito)". De acordo com ele, o MPSP tem como grande desafio "saber utilizar o know-how na sua atuação do dia a dia" para que cada promotor não parta do zero.

 

A chefe de Gabinete da PGJ, Susana Henriques da Costa, recorreu à conceituação do professor americano Marc Galanter sobre o litigante ocasional e o litigante repetitivo, categoria esta na qual se insere o Ministério Público, para questionar se a instituição tem efetivamente tirado as vantagens que essa condição lhe dá. "O Ministério Público vem para dar voz para aqueles que nem litigantes são. Vem defender os interesses daqueles que não tem voz", afirmou. Para tanto, disse ela, o "Ministério Público não pode estar cindido" e deve "avançar na busca por um desenho que fomente a atuação coordenada". Na opinião dela, as teses e os enunciados são as melhores ferramentas para a adesão da classe à visão institucional.

 

Coube ao procurador Vidal Serrano, também do Conselho Superior, debater as teses apresentadas por Salles e Susana. Ele identificou como um sintoma da falta de litigância estratégica na instituição o fato de o colegiado que integra praticamente não examinar acordos em casos de improbidade administrativa. "Há uma profusão de ações de improbidade de pequena monta", constatou. "´É até antieconômico. O processo custa mais que a improbidade".

 

Na segunda mesa, os promotores Marcus Vinícius Monteiro dos Santos, Roberto Pimentel, Camila Mansour e Denise Cristina da Silva mostraram como a Promotoria da Habitação da Capital formatou o Projeto Moderna Promotoria de Interesses Difusos. Marcus Vinícius enfatizou que o projeto surgiu a partir da realidade concreta enfrentada pela Promotoria. "Existe um mundo de situações que desaguam diariamente na Promotoria", relatou, referindo-se aos números superlativos da área na capital, onde há, por exemplo, quase meio milhão de domicílios em favelas. De acordo com ele, o projeto busca dar mais racionalidade à atuação da instituição, que não pode se deixar pautar pelas representações. "Setenta por cento do nosso tempo era gasto com pequenos casos. Trinta por cento com grandes casos", afirmou.

 

Só uma mudança de paradigma, argumentou Pimentel, levaria a Promotoria a uma maior resolutividade. E essa mudança de paradigma pressupõe dois pilares: tecnologia e mudança comportamental. Hoje, a Promotoria tem 5.320 casos georreferenciados, já que a natureza de sua atuação evidentemente requer uma visão espacial dos problemas da cidade. E a atuação não é mais individual. "Trabalhamos em equipe de modo integrado", contou Pimentel.

 

Essa atuação integrada já extrapolou os limites da Promotoria, segundo Camila. Ela disse que os promotores da Habitação trabalham com a Promotoria do Consumidor e com a Defensoria a fim de que o Poder Público tome "medidas para que não ocorra propagação do coronavírus dentro do transporte".

 

"Esse talvez seja o momento de o Ministério Público dar um salto", considerou Denise, que estava Promotoria da Habitação na fase de elaboração e implementação do projeto e agora é titular em Caconde.

 

O procurador José Carlos de Freitas, antecessor dos expositores na Promotoria da Habitação da Capital, em que trabalhou por 25 anos, debateu com os colegas, ressaltando que a atuação em equipe é fundamental. "Por que não pensar na integração de ações?", indagou, sugerindo que o georreferenciamento da Promotoria seja o embrião de um sistema que apresente espacialmente informações das diversas áreas de atuação da instituição. "Um determinado fato espraia uma série de providências, de acordo com as atribuições", sustentou.

Fonte: MPSP

Comentarios

Previsão do tempo


MÁX

MIN

Estradas

Segurança

Colunas e Blogs

Geral

Política

Esporte

Variedades

Horóscopo Cigano

Horóscopo Cigano - 30 de julho a 6 de agosto

  • COROA - 30 de julho a 6 de agosto

     (20 DE ABRIL A 20 DE MAIO) Fase de revoluções onde você vira o jogo e busca respostas de uma maneira mais agressiva, é preciso ter cautela com as palavras para não ter problemas maiores. Cuidado para não confundir o seu relacionamento amoroso com suas questões profissionais. Bom momento para cuidar da sua saúde física e espiritual, buscando o equilíbrio para lidar com algumas questões particulares. Questões familiares são melhores resolvidas depois de uma conversa amiga.

  • CANDEIAS - 30 de julho a 6 de agosto

     (21 DE MAIO A 20 DE JUNHO) O momento não te favorece muito, porém tudo pode mudar dentro de um determinado tempo, basta você saber lidar com todas as situações e não se precipitar diante dos fatos. Cuide-se mais em questões profissionais, fuja do comodismo e arrisque um pouco mais, as questões que te rondam podem não estar favoráveis mas isso não quer dizer que você não tenha a capacidade para dar a volta por cima. Saiba lidar com todas as situações.

  • RODA - 30 de julho a 6 de agosto

     (21 DE JUNHO A 21 DE JULHO) Fase de renovação, de entusiasmo e muita fé, você se depara com boas respostas porém os dias esclarecem os assuntos e você passa a se preocupar menos, tudo começa a fazer mais sentido enfim até mesmo há uma melhora nas questões de saúde. O momento é de bons pensamentos, bons sentimentos enfim aquela nuvem de preocupações familiares começa a se dissipar e os dias ficam melhores, mais oportunos.

  • SINO - 30 de julho a 6 de agosto

     (23 DE AGOSTO A 22 DE SETEMBRO)  Momento de renovação, de fé e entusiasmo, você volta a agir diante das situações, consegue mudar o que for preciso e vai um pouco mais além daquilo que você precisa. As mudanças favorecem o seu astral, mas você precisa resolver certos assuntos pendentes, encarar de frente certas situações que acabaram te trazendo uma certa dor de cabeça. No amor tente entender a pessoa amada, muitas vezes voc~e age com grosseria sem necessidade.

  • MOEDAS - 30 de julho a 6 de agosto

     (23 DE SETEMBRO A 22 DE OUTUBRO) Você tende a mudar a sua maneira de agir nas questões profissionais, está mais tranquilo(a) diante dos assuntos financeiros porém ainda enfrenta certas dificuldades em particular. Controle-se diante dos fatos, busque a paz acima de tudo, deixe o tempo agir e liberte-se do passado vivendo uma vida mais equilibrada no presente. No amor tudo tende a ficar bem dentro de alguns dias, os relacionamentos começam a acontecer de maneira positiva.

  • ADAGA - 30 de julho a 6 de agosto

    ( 23 DE OUTUBRO A 21 DE NOVEMBRO) Fase de fé e determinação, momento de luz e boas energias astrais, você busca novidades para os seus caminhos, está decidido(a) a inverter as situações e seguir uma nova jornada muito mais positiva. Garra e determinação não vão faltar neste momento de mudanças radicais e sentimentos fortes e intensos, será preciso fôlego para seguir com seus bons planos. No amor será preciso tomar cuidado com as palavras pois sem querer você pode ofender a pessoa amada.

  • FERRADURA - 30 de julho a 6 de agosto

    (22 DE DEZEMBRO A 20 DE JANEIRO) Dias de luz e alegrias, momento de boas realizações e novidades que mudam o seu astral, é hora de agir diante das questões, favorecer a sua vida de maneira positiva. Concentre-se mais em seus objetivos, busque a paz espiritual para os seus caminhos, não se deixe levar pelos imprevistos que rondam a sua vida. Esqueça o passado e viva o presente, corra atrás dos seus objetivos com mais intensidade e muita fé.

  • TAÇA - 30 de julho a 6 de agosto

     (21 DE JANEIRO A 29 DE FEVEREIRO) Será preciso muito equilíbrio e muita compreensão de sua parte para virar o jogo diante das questões, não se deixe levar pelos fatos, faça o que for preciso para vencer seus obstáculos, deixe pra lá tudo aquilo que só atrapalha os seus caminhos, vá viver as suas oportunidades de maneira positiva sem se deixar levar pelos acontecimentos. Mudanças em sua maneira de pensar e de agir, reviravoltas favoráveis que trazem a ti uma alegria a mais para continuar, para criar uma nova história.

  • CAPELA - 30 de julho a 6 de agosto

     (20 DE FEVEREIRO A 20 DE MARÇO) Você decide seguir com mais fé e entusiasmo, porém ainda enfrenta certas situações de maneira firme e decidida, sabe que está enfrentando grandes batalhas porém ainda mantém o foco dos seus objetivos. Mudanças costumam acontecer em seus caminhos para que você aprenda a se desapegar de situações nada favoráveis. Tente manter o foco dos seus objetivos e se liberte de tudo aquilo que de uma certa maneira te perturba.

  • PUNHAL - 30 de julho a 6 de agosto

     (21 DE MARÇO A 20 DE ABRIL)  Momento de reorganizar seus planos buscando o equilíbrio diante de todos os assuntos.No amor tente ser compreensivo(a) para não resultar num término desnecessário. Tudo tem o tempo certo para acontecer portanto não insista em algo que ainda está longe de te dar uma resposta positiva, você pode estar perdendo tempo e outras boas oportunidades que com certeza te trarão melhores respostas profissionais e financeiras.

  • ESTRELA - 30 de julho a 6 de agosto

     (22 DE JULHO A 22 DE AGOSTO)  Fase de amor e fé, momento de boas realizações e de novidades que esclarecem os seus ideais, é hora de seguir em frente, aceitar os fatos e virar o jogo com mais entusiasmo e alegria, embora ainda existam certas questões a serem resolvidas você segue a sua intuição e as respostas surgem de maneira satisfatória em seus caminhos. Na busca de dias melhores tudo começa a acontecer de maneira positiva, você se liberta dos seus medos e encara uma nova jornada.

  • MACHADO - 30 de julho a 6 de agosto

     ( 22 DE NOVEMBRO A 21 DE DEZEMBRO) Boas vibrações, maravilhosas respostas, momento de luz e alegrias, fase de paz, de união e reviravoltas favoráveis em seus caminhos. Mudanças necessárias e oportunas surgem e você se depara com situações agradáveis que incentivam os seus bons projetos. Cuide-se bem sempre e não se deixe levar pelos imprevistos ao seu redor, continue focado(a) em seus objetivos pois você já sentiu que tudo tende a dar certo. No amor novas respostas surgem porém seu foco é outro nos dias de hoje.