PSL estabelece diretório em Bertioga e realiza ato de apoio a Bolsonaro | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Política
Jair Bolsonaro, candidato do PSL à presidência da República
Jair Bolsonaro, candidato do PSL à presidência da República Foto: Divulgação / PSL

PSL estabelece diretório em Bertioga e realiza ato de apoio a Bolsonaro

O evento terá concentração a partir das 12 horas de sábado, 22, na proximidades do supermercado Krill, em Boraceia


18 de setembro de 2018 às 15:14
Por Estela Craveiro

O Partido Social liberal (PSL) acaba de ganhar um diretório em Bertioga, sob comando de Aparecido Pavanelli, coronel da reserva da Polícia Militar que responde pela presidência, e de Henrique Rajnowicz, o vice-presidente. Um ato de apoio à candidatura de Jair Bolsonaro à presidência da República, programado para a manhã de sábado, 22, em Boraceia, deve ser a primeira atividade pública da legenda na cidade.

A programação deve começar às 11 horas, com a visita do deputado federal Major Olímpio, presidente do diretório do PSL no estado de São Paulo, e candidato ao Senado Federal, e talvez do coronel Tadeu, também candidato a deputado federal pelo PSL, explica Pavanelli, que é presidente da Associação dos Condôminos do Loteamento Morada da Praia: “O Major Olímpio irá conhecer as instalações do posto da Polícia Rodoviária, localizado em frente ao Morada, que já blindamos e agora estamos ampliando. Depois irá conhecer o projeto do Morada da Praia, e iremos ao campo do Independente  (time de futebol de Boraceia)”.

Após as visitas, eles deverão se juntar aos participantes da carreata de apoio a Bolsonaro. A concentração está marcada para as 12 horas, nas proximidades do supermercado Krill, localizado na rodovia Rio-Santos, na área central de Boraceia. A ideia inicial é percorrer as ruas do bairro, mas a programação não está ainda fechada. A expectativa dos organizadores é reunir centenas de participantes.

Entre eles devem estar as mais de 100 pessoas que já se filiaram ao PSL de Bertioga nas últimas semanas. O PSL já tinha representação na cidade, sob a forma de comissão provisória, mas tinha pendência de prestação de contas após a última eleição municipal, agora já liquidada. Falta apenas a emissão de CNPJ, em andamento, para a oficialização do diretório do partido em Bertioga, que já tem sede em um imóvel pessoal cedido por Pavanelli.

Ele conta que a ideia de reativar o PSL na cidade surgiu durante a visita do Major Olímpio para prestigiar sua posse, pela terceira vez, no comando da Associação do Morada da Praia. A conversa evoluiu e Pavanelli foi indicado pelo partido para assumir o comando da legenda no município.  Pavanelli, o Major Olímpio e o Coronel Tadeu são companheiros desde o tempo de formação na Academia de Polícia Militar do Barro Branco, nos anos 1980.

Após as eleições de 2018, o PSL de Bertioga deve focar suas atividades na busca de dinheiro para a cidade, diz Pavanelli: “São muito poucos os recursos federais que veem para Bertioga”. Uma das formas de fazer isso seria por meio de projetos sociais, ele exemplifica, principalmente para Boraceia, o bairro onde fica o Morada da Praia. Pavanelli adianta que, pessoalmente, não tem pretensões eleitorais.

Últimas Notícias