Papa recebe título de Cidadão Bertioguense | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Política
Vereadores de Bertioga e o vice-prefeito da cidade, Marcelo Vilares, ao lado do deputado federal João Paulo Papa após a entrega do título de Cidadão Bertioguense
Vereadores de Bertioga e o vice-prefeito da cidade, Marcelo Vilares, ao lado do deputado federal João Paulo Papa após a entrega do título de Cidadão Bertioguense Foto: Estela Craveiro/JCN

Papa recebe título de Cidadão Bertioguense

Lideranças comunitárias, empresários, autoridades municipais e personalidades do PSDB prestigiaram o evento


01 de agosto de 2018 às 13:58
Por Estela Craveiro
Vereadores de Bertioga e o vice-prefeito da cidade, Marcelo Vilares, ao lado do deputado federal João Paulo Papa após a entrega do título de Cidadão Bertioguense
Vereadores de Bertioga e o vice-prefeito da cidade, Marcelo Vilares, ao lado do deputado federal João Paulo Papa após a entrega do título de Cidadão Bertioguense Foto: Estela Craveiro/JCN

Vereador Ney Lyra e deputado João Paulo Papa em sessão solene na Câmara Municipal de Bertioga para entrega do título de Cidadão Bertioguense
Vereador Ney Lyra e deputado João Paulo Papa em sessão solene na Câmara Municipal de Bertioga para entrega do título de Cidadão Bertioguense Foto: Estela Craveiro/JCN

Deputado João Paulo Papa em sessão solene na Câmara Municipal de Bertioga para entrega do título de Cidadão Bertioguense
Deputado João Paulo Papa em sessão solene na Câmara Municipal de Bertioga para entrega do título de Cidadão Bertioguense Foto: Estela Craveiro/JCN

Em sessão solene realizada na da Câmara Municipal de Bertioga, na noite de terça-feira, 31 de julho, o deputado federal João Paulo Papa (PSDB) recebeu o título de Cidadão Bertioguense, proporcionado por iniciativa dos vereadores Ney Lyra (PSDB), presidente da casa legislativa, Carlos Ticianelli (PSDB) e Biró (PTB).

A homenagem se justifica pela colaboração do parlamentar com o município, para o qual encaminhou verbas no valor de R$ 1,9 milhão, desde 2015, quando ele passou a ocupar uma cadeira na Câmara dos Deputados. Desse valor, R$ 750 mil foram obtidos recentemente para o setor de saúde e R$ 200 mil foram destinados à regularização fundiária do Recanto Alegre, parte do bairro Chácaras.  

Mas a ligação do deputado com Bertioga é muito mais antiga. Começou quando, com 12 anos, ele passou a frequentar a cidade, que na época ainda era distrito santista, em viagens anuais com sua turma de velejadores do Clube Internacional de Regatas, para acampar na praia da Enseada, e prosseguiu com sua intervenção para a iluminação de trecho da praia da Enseada, na Vila, quando ele trabalhava no setor de iluminação pública de Santos, nos anos 1980.

Essa relação teve um episódio marcante quando Papa assumiu a direção da Sabesp na Baixada Santista e conseguiu viabilizar o fornecimento de água captada dentro da Aldeia Indígena Rio Silveira para os bairros Boraceia, de Bertioga, e Boraceia 2, de São Sebastião, além de garantir a gratuidade do serviço de água tratada aos índios.

O currículo de João Paulo Papa é extenso. Na vida pública, pelo então PMDB, ele foi vice-prefeito de Santos, de 2001 a 2004; e prefeito de Santos, de 2005 a 2008 e de 2009 a 2012. Em 2013, ele mudou para o PSDB, e em 2015 elegeu-se deputado federal com 177 mil votos.

Santista, Papa é engenheiro e pedagogo. Foi professor e diretor da Escola Técnica José Bonifácio, de Santos, de 1978 a 1998. Atou como engenheiro na prefeitura santista, de 1984 a 1989. Foi diretor do Departamento de Trânsito de Santos, de 1986 a 1989; superintendente regional da Sabesp na Baixada Santista e no litoral, de 1991 a 1995; secretário do Meio Ambiente de Santos, de 1997 a 1998; e presidente da CET de Santos, de 1998 a 2000.

Em seu pronunciamento após receber a placa com o título, o deputado relembrou vários desses episódios: “Quero dizer ao povo de Bertioga da alegria que tenho por agora estar me aproximando ainda mais dessa população querida. Eu me sinto em casa, estou em casa, a minha relação com a cidade de Bertioga remonta à infância. Quero agradecer a Bertioga pelas oportunidades que eu tenho recebido de trabalhar e oferecer a energia do meu mandato ao desenvolvimento desta cidade e da nossa região”.

Ney Lyra, por sua vez, recordou a participação de Papa em audiência pública sobre a regularização fundiária realizada em 2017, e agradeceu a verba de R$ 200 mil que o deputado concedeu à cidade, por meio de emenda parlamentar, para ser aplicada nesse processo: “O título de Cidadão Bertioguense é  um reconhecimento do Legislativo de Bertioga ao trabalho que o senhor desenvolveu pela cidade”.

A sessão para a entrega do título teve o plenário lotado e foi necessário instalar um telão na área externa acomodar todos os convidados. Entre eles, estiveram presentes munícipes de áreas em processo regularização fundiária, moradores de áreas abrangidas pelo Parque Estadual da Restinga de Bertioga (Perb), anteriores à sua criação, que lutam pela exclusão do perímetro daquele unidade de conservação, e lideranças de movimentos pró-moradia de vários bairros de Bertioga; além de Claudio e Serginho, lideranças indígenas guarani, e Maurício Alvim, representante da Fundação Nacional do Índio (Funai) na cidade.

Do mundo político, compareceram o vice-prefeito Marcelo Vilares, representando o prefeito Caio Matheus, os secretários municipais Luiz Carlos Rachid, de Obras e Habitação, e Jurandyr Teixeira das Neves, de Saúde; Edmur Mesquita, subsecretário de assuntos metropolitanos do estado de São Paulo, representando o governador Márcio França; Raul Christiano, coordenador regional do PSDB;  Bruno Orlandi, vereador do PSDB em Santos; e o ex-vereador bertioguense Toninho Rodrigues. Do universo empresarial, participaram Fabrício Guimarães, presidente da Associação Comercial de Santos, Nei Serra, ex-prefeito de Cubatão e empresário do setor hoteleiro de Bertioga, ao lado de outros empresários da cidade.

Últimas Notícias