Suspenso reajuste salarial de prefeito e secretários de Bertioga | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Política
Reajuste aprovado para o prefeito Caio Matheus, o vice Marcelo Vilares e secretários foi de 2,8%
Reajuste aprovado para o prefeito Caio Matheus, o vice Marcelo Vilares e secretários foi de 2,8% Foto: Diego Bachiega/PMB

Suspenso reajuste salarial de prefeito e secretários de Bertioga

Medida liminar originou-se de ação popular contra vício de iniciativa, já que a proposta de aumento é de autoria do prefeito Caio Matheus


29 de junho de 2018 às 14:32
Por Da Redação
Reajuste aprovado para o prefeito Caio Matheus, o vice Marcelo Vilares e secretários foi de 2,8%
Reajuste aprovado para o prefeito Caio Matheus, o vice Marcelo Vilares e secretários foi de 2,8% Foto: Diego Bachiega/PMB

Reajuste aprovado para o prefeito Caio Matheus, o vice Marcelo Vilares e secretários foi de 2,8%
Reajuste aprovado para o prefeito Caio Matheus, o vice Marcelo Vilares e secretários foi de 2,8% Foto: Diego Bachiega/PMB

O aumento salarial de 2,84%, aprovado para o prefeito, vice-prefeito e secretários de Bertioga, foi suspenso por liminar, durante a semana, originada de ação civil pública contra vício de iniciativa. Cabem recursos à decisão. Conforme a ação, além de o projeto de reajuste ser de autoria do prefeito Caio Matheus (lei municipal nº1.304/2018), o aumento no subsídio foi estipulado de maneira retroativa a 1º de março desse ano. Devido à lei ter sido publicada no dia 9 de junho, os valores ainda não foram pagos.

A decisão liminar, da juíza Calila de Santana Rodamilans, vale até o julgamento final da ação, sob pena de multa no valor de R$ 10 mil, para cada pagamento efetivado, além de demais penas cabíveis. Os réus têm até 20 dias para se defender da acusação.

Procurada pela reportagem, a prefeitura não se manifestou. 

Últimas Notícias