Silvio Magalhães toma posse na Câmara Municipal de Bertioga | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Política
Vereador Silvio Magalhães em seu discurso de posse na Câmara de Bertioga
Vereador Silvio Magalhães em seu discurso de posse na Câmara de Bertioga Foto: JCN

Silvio Magalhães toma posse na Câmara Municipal de Bertioga

Em seu discurso, ele falou da necessidade de determinação para mudar coisas como falta de escola, de saúde, de moradia e falta de respeito


11 de maio de 2018 às 14:09
Por Estela Craveiro

O ato principal da sessão da Câmara Municipal de Bertioga da terça-feira, 8, foi a posse definitiva do vereador Silvio José Magalhães (PSB). Na eleição de 2016, ele conquistou 554 votos e tornou-se o primeiro suplente do veador Luiz Carlos Pacífico Jr. (PROS), que renunciou ao cargo no início de abril.  Silvio já havia assumido no início de março, durante licença de Pacífico, para em seguida também se licenciar, sem remuneração, por dois meses. Assim, por algumas semanas, quem exerceu o mandato resultante da coligação entre PROS, PSB, PSD e PT do B, foi o segundo suplente Ivan de Carvalho (PSD).

Agora, encerrado o prazo do afastamento de 60 dias, Silvio Magalhães foi empossado de forma definitiva. Em seu pronunciamento, após agradecimentos aos eleitores, amigos e família, ele começou traçando o contexto do trabalho que tem pela frente: “Mesmo diante de um quadro em que a política se mostra em processo de descrédito, de desconfiança, causando dúvidas e medo, a política ainda é o único instrumento de transformação para uma sociedade que busca equilíbrio social, justiça e respeito”.

Depois, colocou-se sobre a cidade: “O município é a célula da sociedade de um país, precisa de apoio. É no município que as pessoas crescem, estudam trabalham e sonham. O município deve ser um exemplo de austeridade, planejamento e organização, mas também deve ser fraterno, generoso e solidário. Por isso, devemos ser fortes, organizados, e, acima de tudo, determinados a mudar esse estado de coisas, tais como falta de escola, de saúde, de moradia e falta de respeito”.

Na conclusão, o vereador deixou clara a orientação do trabalho que pretende desenvolver: “Como agente público, e junto com essa casa, quero buscar soluções criativas, dinâmicas e transparentes, para, assim, voltar a acreditar na geração de oportunidades para nossa sociedade, acima de tudo por meio da geração de emprego e renda, fundamentais para vencer a distância entre as classes sociais e fortalecer a educação, a saúde, e principalmente a dignidade. Tenho certeza de que nesta casa vamos encontrar a possibilidade de transformar esses sonhos em realidade”.

Últimas Notícias