Câmara de Ilhabela decreta luto oficial pelo falecimento da primeira-dama | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Política
Primeira-dama faleceu na noite de segunda-feira, 26, em São Paulo
Foto:

Câmara de Ilhabela decreta luto oficial pelo falecimento da primeira-dama

Julia Tenório faleceu aos 42 anos em decorrência de um câncer agressivo


27 de fevereiro de 2018 às 16:41
Por Da Redação

A Câmara de Ilhabela decretou luto oficial pelo período de três dias em pesar pelo falecimento da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade de Ilhabela, Julia Carmina de Almeida Tenório. A presidente, vereadora Nanci Zanato (PPS) adiou para quarta-feira, 28, a sessão Ordinária que seria realizada na data de hoje, 27, e também suspendeu o expediente na Casa de Leis nesta terça-feira, a partir das 12 horas, a fim de que vereadores e servidores possam prestar solidariedade à família.

Julia faleceu na noite de segunda-feira, 26, no Instituto Brasileiro de Controle do Câncer (IBCC), onde estava hospitalizada desde a quarta-feira de cinzas, 14 de fevereiro. A primeira-dama lutava contra um câncer agressivo desde 2012. Ela deixa o marido, Marcio Tenório, e duas filhas, de 11 e 16 anos.

Julia Tenório

Natural de Guarulhos, Júlia Tenório chegou jovem ao arquipélago, em 1990, com 14 anos, e logo se encantou pelo lugar. Trabalhou no setor administrativo da antiga empresa de transportes Autoviação Ilhabela até 2012, ano que se afastou após descobrir um câncer de mama, que reapareceu em 2016.

Na empresa, começou a realizar trabalhos voluntários porque gostava de lidar com o público. Esse ano pode ampliar esse trabalho à frente do Fundo Social de Solidariedade, que mesmo em tratamento conduzia com determinação e carinho, dividindo suas rotinas entre o acompanhamento da doença e o trabalho.

Em 2017, na sessão solene do 212º aniversário de emancipação político-administrativa de Ilhabela, em 3 de setembro, Júlia Tenório foi homenageada com o título de Cidadã Honorária, proposto pelo vereador Thiago Souza. Na oportunidade, em entrevista, Júlia Tenório disse que aprendeu a ter um olhar diferente sobre a cidade com o marido, também falou sobre a grande responsabilidade de ser mãe, para fazer o melhor para os filhos, passar os princípios de caráter e honestidade que recebeu dos pais.

Júlia realizou trabalhos na igreja, onde dava aula para crianças. Gostava de ajudar as pessoas. À frente do Fundo Social trabalhou na promoção de cursos de capacitação e profissionalização para a população, melhorou e aumentou as opções de cursos para dar oportunidade de qualificação à população. As pessoas que conviveram com ela destacam a bondade e o amor ao próximo como grande marca de toda sua vida.

Últimas Notícias