Prefeitura doa área para sede da APA Baleia/Sahy | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Política

Prefeitura doa área para sede da APA Baleia/Sahy


31 de março de 2017 às 11:11
Por Costa Norte

Terreno receberá sede que será utilizada para realização de passeios pelo rio com escolas públicas e privadas da região

A prefeitura de São Sebastião assinou, na sexta-feira, 31, um termo de cessão de terreno a ser utilizado para a construção da sede da Área de Proteção Ambiental (APA Baleia/Sahy), localizada entre os bairros da Baleia e Barra do Sahy, ao sul do município.

O terreno, de cerca de 500 metros quadrados, foi cedido à Prosan, entidade de utilidade pública, sem fins lucrativos, composta por ex-pescadores artesanais, caiçaras nativos e barqueiros, que sobrevivem da pesca no rio, no mar e por meio de passeios turísticos. A APA é gerida pelo ICC (Instituto Conservação Costeira), que instituiu um modelo inovador de gestão, integrando comunidade, poder público, associação de bairros, moradores e veranistas, com cogestão da prefeitura de São Sebastião.

Além da entrega do termo, foi realizado um passeio pelo rio Sahy, para que as autoridades do município conhecessem as belezas naturais do local. Na oportunidade, foi plantada uma muda ???) como marco deste desenvolvimento socioambiental da região.

De acordo com Fernanda Carbonelli, presidente do ICC, a futura construção ainda passará pela elaboração de um projeto técnico e licenciamento ambiental, e o ICC será responsável por construir a sede, buscando para isso parceiros e recursos da iniciativa privada. A nova sede será utilizada pelos barqueiros, artesãos, e para realização de passeios pelo rio com escolas públicas e privadas da região. A atividade fomentará o turismo ecológico com a utilização dos cinco importantes ecossistemas e as mais de 87 espécies de animais em extinção, como aulas de educação ambiental a céu aberto. Também fomentará a atividade do artesanato caiçara e projetos esportivos, como a canoagem, stand up, assim como mutirões e ações ambientais.

O projeto

Segundo Carbonelli, o projeto é um modelo inovador, sem custo ao erário público, como explica: “Isso permitirá  que a comunidade possa usufruir da região de forma sustentável, com geração de emprego e renda, e estimulando conscientização ambiental. Estamos radiantes que um projeto que teve início há quatro anos, hoje possa ser implantado, e que a doação do terreno aos verdadeiros donos desta área, que são a comunidade tradicional e os barqueiros, possa hoje se tornar uma realidade e o início de um grande sonho que temos desde a implantação da APA. Estamos cientes do enorme desafio que enfrentaremos em um momento de crise no país, mas esperançosos que parceiros vão nos ajudar nesta construção tão importante para a comunidade e para o meio ambiente”, disse.

A presidente do Instituto Verdescola Maria Antonia Civita afirmou que a entidade reafirma o compromisso na educação e qualificação de crianças, jovens e adultos da região. A entidade foi uma das grandes apoiadoras do projeto do ICC, para integrar a comunidade e a educação ambiental, e como  modelo para todo o município.

O secretário de Meio Ambiente Leandro Saad, que conhece o projeto desde seu nascedouro e que foi um grande apoiador da iniciativa, diz estar muito satisfeito de poder entregar à comunidade este presente que ficará para futuras gerações.

O prefeito Felipe Augusto ressaltou a importância de mais iniciativas como a do ICC e Verdescola, e destacou que a parceria público privada, sem gastos ao erário público, é uma das grandes saídas para o desenvolvimento de projetos importantes no município.

São Sebastião

Da redação

Fotos: Divulgação/ ICC

 

Últimas Notícias