Discursos emocionados marcam cerimônias de posse | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Política

Discursos emocionados marcam cerimônias de posse


06 de janeiro de 2017 às 12:26
Por Costa Norte

Fotos: Divulgação

Região

Da redação

Os novos prefeitos do litoral norte tomaram posse de seus cargos, juntamente com os vereadores eleitos, na tarde do dia 1º de janeiro, domingo passado. Em São Sebastião, tomaram posse o novo prefeito Felipe Augusto, o vice-prefeito Amilton Pacheco e os 12 vereadores eleitos: Gleivison Gaspar (PMDB); Reinaldo Moreira, o Reinaldinho (PSDB); José Reis (PSB); Ernane Primazzi, o Ernaninho (PSC); Renato da Silva, o Renato do Bar (PSDB); Onofre Neto (DEM); Giovani dos Santos, o Pixoxó (PSC); Ercílio de Souza (SDD); Edvaldo dos Santos, o Teimoso (PSB); Maurício Bardusco Silva, o Maurício da Costa Norte (PMDB); Elias Rodrigues de Jesus, o Pastor Elias (DEM); e Daniel Simões (PP).

A posse do prefeito Felipe Augusto foi iniciada com uma missa na Igreja Matriz, seguida da posse legal na Câmara Municipal, caminhada até o paço municipal e abertura do gabinete do prefeito para a população.

Na cerimônia no Legislativo, o ex-prefeito Ernane Primazzi acompanhou o evento e fez a entrega simbólica de chaves e documentos da prefeitura para transmissão de cargo a Felipe. No seu discurso, o prefeito empossado lembrou o início da sua trajetória política na Juventude do PSDB, mas assegurou que “agora o meu partido é São Sebastião”. Ele disse que “acima de tudo, amo essa cidade que acolheu a mim e a minha família”, antes de afirmar que almeja um futuro muito melhor para as crianças sebastianenses.

O chefe do Executivo assegurou que o seu ritmo de trabalho será absoluto, “24 horas por dia, faça chuva ou faça sol”. Disse entender que o povo “com razão se cansou dos políticos desinteressados pela cidade” e assegurou que “se preparou muito para ser prefeito” do município.
Felipe Augusto lembrou a história do Santo São Sebastião que, “pela sua tenacidade” serve de exemplo para enfrentar desafios importantes que terá pela frente como a questão do desemprego. Antes disso, o prefeito reforçou que a “a política é de austeridade para conter os gastos públicos e reorganizar financeiramente a prefeitura”.

O novo prefeito disse ainda que está tomando todas as medidas possíveis para amenizar eventuais problemas típicos relacionados às chuvas fortes de verão. Garantiu mais uma vez que a saúde está no topo das prioridades da sua administração e que vai governar sempre pensando nos mais necessitados.

Na sequência da cerimônia de posse, os vereadores da casa realizaram eleição da mesa diretora, com o vereador Reinaldinho sendo eleito, por unanimidade, presidente da Câmara. Pixoxó ficou com a vice-presidência e Onofre Neto e José Reis como primeiro e segundos secretários, respectivamente.

Casa lotada em Caraguá

O Teatro Mario Covas ficou lotado de populares que foram prestigiar a cerimônia de posse de Aguilar Jr. e dos vereadores do município. Em seu discurso, o prefeito Aguilar Jr. relembrou a trajetória política de sua família, com avô presidente da Câmara e pai prefeito, de onde tirou o respeito à coisa pública e a vontade de atuar pela população, e destacou que teria de tomar algumas medidas impopulares no início da gestão para conseguir “colocar a cidade nos eixos”.

Também tomaram posse o vice-prefeito Campos Júnior (PPS) e os vereadores Aurimar Mansano (PTB); Salete Maria (PTB); Vilma Teixeira (PSDB); Aguinaldo Pereira da Silva, o Aguinaldo Butia (PMDB); João de Paula Ferreira (PMDB); Dennis Guerra (PP); Evandro do Nascimento, o Vandinho (PP); José Eduardo da Silva, o Duda Silva (PP); Dr. Flávio Rodrigues Nishiyama Filho (PMDB); Fernando Augusto da Silva Ferreira, o Cuiú da Padaria (PSB); Francisco Carlos Marcelino, o Carlinhos da Farmácia (PPS); Eliseu Onofre, o Ceará da Adega (PPS); Celso Pereira (PSDB); Oswaldo Pimenta de Melo Neto; o Chininha (PSB);  e Renato Leite Carrijjo de Aguilar, o Tato Aguilar, irmão do novo prefeito e filho do ex-prefeito José Aguilar.

Logo após a posse, ainda no Teatro Mario Covas, foi feita a eleição da mesa diretora da Câmara, com a eleição do vereador reeleito Tato Aguilar para a presidência, tendo Carlinhos da Farmácia como vice e Dennis Guerra e Salete Paes como primeiro e segundos secretários, respectivamente. Tato obteve 12 dos 15 votos possíveis.

“Vamos fazer um trabalho com muita transparência, acima de tudo. Temos o dever de respeitar o cidadão, sempre com muita humildade. Iremos oferecer o máximo de ferramentas possíveis para que a população acompanhe o andamento da Câmara e o trabalho dos vereadores”, disse Tato. “Sei do desgaste da classe política nos dias de hoje, mas acredito que podemos, sim, mudar o nosso país e, o primeiro passo, é começar pela nossa cidade. Queremos ser o sinal de esperança para o povo de Caraguatatuba”, afirmou.

Tenório destaca diálogo

Já a posse do novo prefeito de Ilhabela Marcio Tenório foi realizada no  auditório do novo paço municipal, que foi tomado por moradores da cidade. A transmissão de posse ocorreu, simbolicamente, pela entrega de relatórios financeiros das mãos do ex-prefeito Antonio Colucci, que relatou deixar em caixa cerca de R$140 milhões.

Em seu discurso, Tenório novamente destacou a relevância da participação popular e entidades civis em sua gestão, e que estará sempre de portas abertas para realizar essa gestão participativa.

Tomaram posse, além de Tenório, sua vice-prefeita Gracinha Ferreira (PSD)  e os nove vereadores eleitos: Thiago Santos, o Dr. Thiago (SD); Gabriel Rocha (SD); Luiz Paladino de Araújo, o Luizinho da Ilha (PSB); Salete Magalhães (PSB); Cleison Guarubela (DEM); Marquinhos Guti (DEM); Anísio Oliveira (DEM); Valdir Veríssimo (PPS) e Nanci Peres de Araújo Zanato (PPS).

Logo após a posse, assim como nos outros municípios, foi feita a eleição da mesa diretora da Câmara ilhéu, com Nanci vencendo a presidência da casa, Anísio Oliveira como vice e Luizinho da Ilha e Marcos Guti como primeiro e segundo secretários, respectivamente.

Últimas Notícias