Desafios e propostas de futuros secretários da próxima gestão | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Política

Desafios e propostas de futuros secretários da próxima gestão


09 de dezembro de 2016 às 15:55
Por Costa Norte

Foto: Dirceu Mathias

Bertioga
MayumiKitamura

Nas últimas semanas, o prefeito eleito Caio Matheus divulgou os nomes que serão responsáveis por seis secretarias municipais. Na quarta-feira, 7, foram revelados os futuros secretários de Obras e Habitação e Turismo, Esporte e Cultura sendo, respectivamente, o ex-prefeito de Bertioga Luiz Carlos Rachid e o jornalista e presidente do PDT municipal, Ney Carlos da Rocha. As pastas de maior destinação orçamentária municipal, de Saúde e Educação, ainda não tiveram os nomes dos futuros secretários divulgados.

Caio Matheus ressaltou como as competências e experiências de cada um deverão colaborar na gestão das secretarias. No caso de Rachid, além de ter governado a cidade entre os anos de 1997 e 2000, desde 2011 integra o quadro da CDHU, sendo diretor regional nos últimos anos. O futuro secretário destacou a necessidade de se trabalhar com as iniciativas existentes a fim de equacionar o déficit habitacional do município e, também, de realizar a regularização fundiária. Ele citou que o programa Cidade Legal é extremamente necessário ao município e revelou que está em contato com o coordenador da iniciativa, Renato Goes. Diz ele: “Os projetos que estão em andamento serão implementados. Vamos fazer uma parceria porque o investimento para a unidade habitacional, seja municipal ou estadual, gira em torno de R$ 8 mil por unidade, ou seja, é um custo extremamente menor do que uma casa que hoje sai mais de R$ 100 mil. A regularização é um caminho possível, dá segurança jurídica, aumenta a base de arrecadação do município e as famílias poderão dormir sossegadas”.

Já o futuro secretário de Turismo, Esporte e Cultura, Ney Carlos Rocha, deverá utilizar seu conhecimento e contatos para alavancar os setores. “Temos que implantar um projeto que construa um modelo de desenvolvimento para o turismo em Bertioga que traga riqueza e prosperidade para o município. Nós temos tudo para fazer com que a cidade se torne um grande polo de turismo não só de São Paulo, mas do Brasil e provavelmente do exterior. Hoje o principal produto para o turismo internacional é o ecoturismo, e material nós temos a vontade”.

Nas semanas anteriores, foram anunciados também os nomes para as pastas de Segurança e Cidadania, Serviços Urbanos, Administração e Finanças e de Governo. Para a secretaria de Segurança, foi escolhido o advogado e presidente do PR no município, o ex-vereador Taciano Goulart, que comentou ser grande a responsabilidade de assumir esta pasta, que engloba também a diretoria de Trânsito, em plena temporada. Ele afirma: “Temos que começar a todo vapor, em um ritmo muito forte. Bertioga ainda é tida como uma cidade pacata se comparada a outras, mas quem vive aqui sabe que já não é mais tão tranquila quanto há tempos atrás, então teremos que trabalhar muito nesse sentido”.

Na secretaria de Serviços Urbanos, estará à frente o engenheiro Joaquim Hornink Filho, destacou que a experiência de 35 anos na Sabesp, onde exerceu funções como gerente e coordenador de obras e projetos, o aproximam das necessidades da pasta. Ainda, ele conta que tem acompanhado os documentos enviados ao grupo gestor e que, deverá se aprofundar nos números e formato usado para a gestão. Questionado sobre a pavimentação no município, ele comenta: “Todos os projetos que foram bem executados nós vamos continuar dentro da questão de custos. Precisamos reavaliar custos.O país está passando por uma condição financeira bastante grave, então temos que reavaliar tudo. [...] Vamos atuar sim na pavimentação central, mas com um olhar muito carinhoso para as regiões periféricas”.

A situação de emergência financeira decretada pela municipalidade é uma preocupação do próximo secretário de Administração e Finanças, o engenheiro Roberto Cassiano. Ele comentou que a maior parte dos compromissos contratuais da prefeitura são contínuos, ou seja, mesmo que se substitua, é uma despesa que acaba sendo postergada. Cassiano comenta os contratos: “Na primeira fase de transição, em que foram requeridos os documentos, nós já tivemos conhecimento de alguns deles, não do teor, mas do valor financeiro.Uma das medidas que pode ser adotada a partir do próximo ano para encaixar as despesas com nossa disponibilidade, é reprogramar alguns serviços”.

A interligação e alinhamento dos trabalhos das secretarias é a função destacada para o arquiteto e urbanista Gustavo Melo na secretaria de Governo. “Caio é muito competente em montar equipes e com essa que ele está montando, acredito que teremos tranquilidade de fazer o que é correto para Bertioga”, afirmou.

Em todos os anúncios, Caio Matheus ressaltou como serão direcionados os trabalhos das secretarias, orientados pelo seu plano de governo participativo. Ainda, ressaltou que as escolhas dos nomes colocam as “pessoas certas nos lugares certos”.

Na quarta-feira, 14, às 10 horas, será feito o anúncio de novos secretários. Na sexta-feira, 16, também às 10 horas, será realizada a diplomação dos vereadores e do prefeito eleito em cerimônia no Sesc-Bertioga.

Últimas Notícias