Desenvolvimento desordenado é uma das causas de enchentes em SP | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte

Sistema Costa Norte de Comunicação

Logo do Jornal Costa Norte

Desenvolvimento desordenado é uma das causas de enchentes em SP

Camila Boehm/ Agência Brasil
14 de fevereiro de 2020 às 08:13

A chuva que atingiu a capital paulista neste mês de fevereiro tem causados transtornos para a população, que sofre com enchentes, deslizamentos e congestionamentos. Nos primeiros 11 dias do mês, as chuvas na cidade ultrapassaram em 37,2% a média histórica para fevereiro. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), choveu neste mês 342,6 milímetros. A média para fevereiro registrada entre 1981 e 2010 ficou em 249,7 milímetros.


Participe dos nossos grupos ℹ https://bit.ly/2wamGr9 🕵‍♂Informe-se, denuncie!


O Inmet registrou, na segunda-feira, 10, 114 milímetros de precipitação na Estação do Mirante de Santana, zona norte da cidade. Este foi o segundo maior volume de chuva em São Paulo para um mês de fevereiro, em 24 horas, em 77 anos. Para o gerente de Economia da Biodiversidade da Fundação Grupo Boticário, o engenheiro florestal, André Ferreti, o fenômeno é resultado da chamada mudança climática junto ao desenvolvimento desordenado que ocorre nas grandes metrópoles.

“Juntamos a mudança climática com esse efeito da ilha de calor, que é causado por essa grande região metropolitana cheia de concreto e cimento. Vemos também todo o problema da canalização dos rios, a ocupação de leitos de rios, de áreas de banhados - que seriam áreas inapropriadas para construção das casas, das infraestruturas públicas e privadas. Acabamos invadindo áreas em que naturalmente o excedente de água se concentrava, aí temos essa situação caótica”, disse Ferreti. Essas eram áreas que recebiam o excedente de água e que tinham a capacidade de funcionar quase como uma esponja, no entanto, foram impermeabilizadas com concreto e asfalto.

Solução

Para reduzir as consequências das chuvas intensas, como as que atingiram a capital paulista na última semana, Ferreti apontou soluções que permitam o armazenamento da água e outras que possibilitem maior permeabilidade do solo.

“Precisamos pensar no nosso município, nosso bairro, de forma a ampliar o poder de absorção desse excedente de água. Precisamos [pensar] nas estruturas cinzas, que são as estruturas de concreto - como os piscinões, as galerias pluviais, todo esse sistema de drenagem - que precisa ser ampliado, porque está vindo mais água do que vinha historicamente e eles não foram dimensionados para esse volume tão grande de água em um período de tempo muito curto, então não dão mais conta de escoar tanta água”.

Ferreti diz que para tornar o solo da região mais permeável é preciso ter mais praças, arborização urbana, áreas verdes, ter telhados verdes, que são alternativas que poderiam ser utilizadas em toda a cidade. “Podemos ter cisternas, que coletam essa água da chuva e evitam que ela escoe rápido para esses pontos mais baixos e, ao mesmo tempo, permite que os moradores, as pessoas possam utilizar essa água para diversos fins”.

Outro exemplo citado pelo engenheiro são pavimentos mais permeáveis, feitos de pequenos blocos de concreto, em vez de uma grande área cimentada, além de novas tecnologias que produzem um asfalto permeável. “Hoje existem até asfaltos que permitem que a água penetre. São asfaltos permeáveis, assim como tipos de pavimentos que podemos colocar nas calçadas ou no entorno das casas que permitam infiltração de água. Por exemplo, uma rua de blocos de concreto ou de paralelepípedo permite a entrada de água entre as pedras ou entre os blocos de concreto”.

Para o engenheiro, essas técnicas, sejam elas de infraestrutura natural - como praças, áreas verdes, parques e arborização urbana - ou tecnologias que podem ser utilizadas na infraestrutura cinza - que são as casas, o asfalto, a calçada, as lajes - têm que ser combinadas e pensadas de uma nova forma para que se possa aproveitar essas tecnologias para diminuir o impacto desses eventos climáticos extremos. 

Poder público

Ferreti avalia que o poder público pode agir, incentivando o uso dessas tecnologias e proibindo construções que tenham impacto negativo para a cidade como um todo. “A gente poderia ter, por exemplo, leis que exigissem isso em determinadas zonas das cidades. Dentro do plano diretor da cidade, a gente poderia ter regras bem claras tanto para cisternas que coletam água da chuva quanto para telhados verdes [similares a canteiros em cima das construções] para construções acima de uma determinada metragem”, sugeriu.

O engenheiro ressalta que, a todo momento, há construção de novos bairros e que as cidades estão se expandindo. “Isso precisa estar na consciência dos empreendedores, mas também precisa estar nas políticas públicas que incentivem a adoção disso e, em alguns casos, que obriguem esse tipo de estratégia. Você tem que inibir algumas práticas e incentivar o uso de outras que são mais adequadas, então tem que falar 'é proibido impermeabilizar todo o terreno', uma porcentagem dele tem que ter grama, telhado verde e você vai conduzindo isso com leis, impostos, benefícios”, disse. “Se o governo não quiser dar benefícios, ele vai gastar muito com essas calamidades que a gente está vendo, que geram prejuízos muito maiores para a cidade, desastre, perda de vidas”.

Comentarios

Previsão do tempo


MÁX

MIN

Estradas

Segurança

Colunas e Blogs

Geral

Política

Esporte

Variedades

Horóscopo Cigano

Horóscopo Cigano - 30 de julho a 6 de agosto

  • COROA - 30 de julho a 6 de agosto

     (20 DE ABRIL A 20 DE MAIO) Fase de revoluções onde você vira o jogo e busca respostas de uma maneira mais agressiva, é preciso ter cautela com as palavras para não ter problemas maiores. Cuidado para não confundir o seu relacionamento amoroso com suas questões profissionais. Bom momento para cuidar da sua saúde física e espiritual, buscando o equilíbrio para lidar com algumas questões particulares. Questões familiares são melhores resolvidas depois de uma conversa amiga.

  • CANDEIAS - 30 de julho a 6 de agosto

     (21 DE MAIO A 20 DE JUNHO) O momento não te favorece muito, porém tudo pode mudar dentro de um determinado tempo, basta você saber lidar com todas as situações e não se precipitar diante dos fatos. Cuide-se mais em questões profissionais, fuja do comodismo e arrisque um pouco mais, as questões que te rondam podem não estar favoráveis mas isso não quer dizer que você não tenha a capacidade para dar a volta por cima. Saiba lidar com todas as situações.

  • RODA - 30 de julho a 6 de agosto

     (21 DE JUNHO A 21 DE JULHO) Fase de renovação, de entusiasmo e muita fé, você se depara com boas respostas porém os dias esclarecem os assuntos e você passa a se preocupar menos, tudo começa a fazer mais sentido enfim até mesmo há uma melhora nas questões de saúde. O momento é de bons pensamentos, bons sentimentos enfim aquela nuvem de preocupações familiares começa a se dissipar e os dias ficam melhores, mais oportunos.

  • SINO - 30 de julho a 6 de agosto

     (23 DE AGOSTO A 22 DE SETEMBRO)  Momento de renovação, de fé e entusiasmo, você volta a agir diante das situações, consegue mudar o que for preciso e vai um pouco mais além daquilo que você precisa. As mudanças favorecem o seu astral, mas você precisa resolver certos assuntos pendentes, encarar de frente certas situações que acabaram te trazendo uma certa dor de cabeça. No amor tente entender a pessoa amada, muitas vezes voc~e age com grosseria sem necessidade.

  • MOEDAS - 30 de julho a 6 de agosto

     (23 DE SETEMBRO A 22 DE OUTUBRO) Você tende a mudar a sua maneira de agir nas questões profissionais, está mais tranquilo(a) diante dos assuntos financeiros porém ainda enfrenta certas dificuldades em particular. Controle-se diante dos fatos, busque a paz acima de tudo, deixe o tempo agir e liberte-se do passado vivendo uma vida mais equilibrada no presente. No amor tudo tende a ficar bem dentro de alguns dias, os relacionamentos começam a acontecer de maneira positiva.

  • ADAGA - 30 de julho a 6 de agosto

    ( 23 DE OUTUBRO A 21 DE NOVEMBRO) Fase de fé e determinação, momento de luz e boas energias astrais, você busca novidades para os seus caminhos, está decidido(a) a inverter as situações e seguir uma nova jornada muito mais positiva. Garra e determinação não vão faltar neste momento de mudanças radicais e sentimentos fortes e intensos, será preciso fôlego para seguir com seus bons planos. No amor será preciso tomar cuidado com as palavras pois sem querer você pode ofender a pessoa amada.

  • FERRADURA - 30 de julho a 6 de agosto

    (22 DE DEZEMBRO A 20 DE JANEIRO) Dias de luz e alegrias, momento de boas realizações e novidades que mudam o seu astral, é hora de agir diante das questões, favorecer a sua vida de maneira positiva. Concentre-se mais em seus objetivos, busque a paz espiritual para os seus caminhos, não se deixe levar pelos imprevistos que rondam a sua vida. Esqueça o passado e viva o presente, corra atrás dos seus objetivos com mais intensidade e muita fé.

  • TAÇA - 30 de julho a 6 de agosto

     (21 DE JANEIRO A 29 DE FEVEREIRO) Será preciso muito equilíbrio e muita compreensão de sua parte para virar o jogo diante das questões, não se deixe levar pelos fatos, faça o que for preciso para vencer seus obstáculos, deixe pra lá tudo aquilo que só atrapalha os seus caminhos, vá viver as suas oportunidades de maneira positiva sem se deixar levar pelos acontecimentos. Mudanças em sua maneira de pensar e de agir, reviravoltas favoráveis que trazem a ti uma alegria a mais para continuar, para criar uma nova história.

  • CAPELA - 30 de julho a 6 de agosto

     (20 DE FEVEREIRO A 20 DE MARÇO) Você decide seguir com mais fé e entusiasmo, porém ainda enfrenta certas situações de maneira firme e decidida, sabe que está enfrentando grandes batalhas porém ainda mantém o foco dos seus objetivos. Mudanças costumam acontecer em seus caminhos para que você aprenda a se desapegar de situações nada favoráveis. Tente manter o foco dos seus objetivos e se liberte de tudo aquilo que de uma certa maneira te perturba.

  • PUNHAL - 30 de julho a 6 de agosto

     (21 DE MARÇO A 20 DE ABRIL)  Momento de reorganizar seus planos buscando o equilíbrio diante de todos os assuntos.No amor tente ser compreensivo(a) para não resultar num término desnecessário. Tudo tem o tempo certo para acontecer portanto não insista em algo que ainda está longe de te dar uma resposta positiva, você pode estar perdendo tempo e outras boas oportunidades que com certeza te trarão melhores respostas profissionais e financeiras.

  • ESTRELA - 30 de julho a 6 de agosto

     (22 DE JULHO A 22 DE AGOSTO)  Fase de amor e fé, momento de boas realizações e de novidades que esclarecem os seus ideais, é hora de seguir em frente, aceitar os fatos e virar o jogo com mais entusiasmo e alegria, embora ainda existam certas questões a serem resolvidas você segue a sua intuição e as respostas surgem de maneira satisfatória em seus caminhos. Na busca de dias melhores tudo começa a acontecer de maneira positiva, você se liberta dos seus medos e encara uma nova jornada.

  • MACHADO - 30 de julho a 6 de agosto

     ( 22 DE NOVEMBRO A 21 DE DEZEMBRO) Boas vibrações, maravilhosas respostas, momento de luz e alegrias, fase de paz, de união e reviravoltas favoráveis em seus caminhos. Mudanças necessárias e oportunas surgem e você se depara com situações agradáveis que incentivam os seus bons projetos. Cuide-se bem sempre e não se deixe levar pelos imprevistos ao seu redor, continue focado(a) em seus objetivos pois você já sentiu que tudo tende a dar certo. No amor novas respostas surgem porém seu foco é outro nos dias de hoje.