Guarujá recebe diretor de Plataforma Digital de Matemática para oficina com orientadores pedagógicos | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Geral
Secretaria de Educação reduz cada vez mais a evasão escolar, há um ano plataforma digital de matemática deixa alunos mais participativos
Secretaria de Educação reduz cada vez mais a evasão escolar, há um ano plataforma digital de matemática deixa alunos mais participativos Foto: PMG

Guarujá recebe diretor de Plataforma Digital de Matemática para oficina com orientadores pedagógicos

Secretaria de Educação reduz cada vez mais a evasão escolar; há um ano plataforma digital de matemática deixa alunos mais participativos


30 de maio de 2019 às 14:42
Por Carla Nóvoa

Em Guarujá, o ensino da matemática tem resultado em alunos mais participativos, reduzindo cada vez mais a evasão escolar. Isso acontece devido à Plataforma Digital de Matemática Dragon Learn implantada no ano passado na rede municipal pela Prefeitura de Guarujá, através da Secretaria de Educação, Esporte e Lazer (Sedel).

 

E no último dia 28, ocorreu nova oficina sobre a ferramenta, que é de origem russa e sem custos à Administração Municipal. Realizada na Escola Municipal Angelina Daige (Vila Áurea), a atividade teve como público alvo os orientadores pedagógicos da rede municipal, que serão os agentes multiplicadores da Plataforma nas escolas, com professores, pais e demais atores da comunidade escolar.

 

A oficina na EM Angelina contou com a presença do diretor da plataforma no Brasil, Frederico Faria. Na oportunidade, ele fez um histórico sobre a plataforma, mostrou como acessá-la e quais suas funcionalidades. “Gostei muito de ver o comprometimento da Sedel e os resultados positivos no ensino de Guarujá. Nos municípios em que atuamos já há algum tempo, os alunos tem registrado 34% a mais de aprendizado, com essa ferramenta tecnológica a favor da educação”.

 

A primeira parte da oficina também teve o relato de experiências nas escolas municipais em que a plataforma já funciona. Já a segunda etapa, aconteceu no laboratório para que os orientadores aprendessem como utilizar a plataforma e adotarem em suas unidades.

                                    

Entre as experiências apresentadas estava a da orientadora pedagógica da EM Angelina Daige, Ilza Benedita Domingues. “Aqui no Angelina deu muito resultado. Conseguimos envolver comunidade, os pais em reuniões, professores também”, contou Ilza que mostrou ainda uma entrevista com avanços e benefícios da plataforma, cadastramento e gerenciamento de resultados.

 

Em 2018, a Plataforma Digital de Matemática contemplou alunos do 4º e 5º ano das escolas: EM Lucimara de Jesus Vicente (Santa Rosa), Herbert Dow (Enseada), Mário Cerqueira (Perequê), Napoleão Laureano (Jardim Maravilha) e Angelina Daige (Vila Àurea). Já neste ano, a Sedel deve ampliar a ferramenta em 20 unidades de ensino fundamental I (do 1º ao 5º ano).

 

O secretário adjunto de Educação de Guarujá, João Pecchiore, conta como surgiu a iniciativa de implantação na rede municipal. “Soube em 2017, em contato com dirigentes regionais com o uso desta plataforma nas escolas estaduais. Fiquei curioso em conhecer, conversei com professores sobre suas experiências, e vimos que poderia contribuir na melhora dos nossos índices educacionais”, relatou.

 

Ainda conforme Pecchiore, a plataforma de matemática é uma característica do ensino híbrido. “Leva os alunos para o lado dos games, dos jogos, fazendo-os pensar que estão brincando, mas na verdade estão aprendendo”. Por outro lado, com relação às oficinas, o secretário frisa que os profissionais da educação precisam estar sempre atualizados. “Digo aos professores que as nossas crianças nasceram na era da tecnologia e assim, nós educadores, temos que nos adaptar e adaptar nossas escolas porque isso não tem volta. Por isso, vamos nos aliar à tecnologia”.

Últimas Notícias

Os melhores do litoral

Confira algumas das melhores dicas de todo o litoral