Travessia Santos Guarujá: barcas paralizadas prejudicam travessia | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Geral
Travessia de pedestres de  Vicente de Carvalho, no Guarujá, à Santos, apresenta filas de até uma hora
Travessia de pedestres de Vicente de Carvalho, no Guarujá, à Santos, apresenta filas de até uma hora Foto: Enviado via WhatsApp

Travessia Santos Guarujá: barcas paralizadas prejudicam travessia

Usuários relatam espera aproximada de uma hora para realizar a travessia. Dersa lamenta os transtornos


25 de abril de 2019 às 08:42
Por Mac
Travessia de pedestres de  Vicente de Carvalho, no Guarujá, à Santos, apresenta filas de até uma hora
Travessia de pedestres de Vicente de Carvalho, no Guarujá, à Santos, apresenta filas de até uma hora Foto: Enviado via WhatsApp

Travessia de pedestres de  Vicente de Carvalho, no Guarujá, à Santos, apresenta filas de até uma hora
Travessia de pedestres de Vicente de Carvalho, no Guarujá, à Santos, apresenta filas de até uma hora Foto: Enviado via WhatsApp

A travessia de barcas que liga o distrito de Vicente de Carvalho, no Guarujá, à cidade de Santos, ficou paralisada desde a madrugada até as 07h da manhã de hoje, quinta-feira, 25, causando grandes transtornos para quem utiliza os serviços.

O serviço de travessia, que já havia sido interrompido na tarde e noite desta quarta-feira e ficou completamente inoperante das 3h40 até o momento em que foi retomado, às 07h de hoje, apenas com a lancha Itapema, que tem capacidade de transporte de 185 passageiros, muito inferior aos 730 passageiros da barca Pae-Cará, que foi interditada pela Capitania dos Portos devido às suas condições.

| Autor: Reprodução Whatsapp

Para se ter uma idéia da atual redução de capacidade, quando o serviço de travessias opera normalmente a capacidade de travessia é aproximadamente 1.360 passageiros.

Quem não quiser enfrentar a fila de ao menos 40 minutos, registrada na manhã desta quinta, pode utilizar como alternativas a travessia de catraias que sai de Vicente de Carvalho, no Guarujá, e chega no bairro do Macuco, em Santos, ou as barcas que realizam o trajeto do Ferry-Boat, no Guarujá, à Ponta da Praia em Santos.


Confira a nota da Dersa na íntegra:

A DERSA lamenta os transtornos aos usuários da Travessia Santos/Vicente de Carvalho e informa que as equipes mecânicas trabalharam durante toda a madrugada na tentativa de solucionar os problemas técnicos ocorridos nas três embarcações que compõem a frota do sistema.

A Travessia foi paralisada ontem à noite das 20h15 à meia noite. Uma lancha operou até às 3h40, quando houve novamente a necessidade de ajustes técnicos, solucionados por volta das 7h de hoje (25/4). Neste momento, o serviço opera com uma lancha. 

Os técnicos seguem com os trabalhos de reparo na segunda e na terceira lancha, de forma ininterrupta, para restabelecer a capacidade operacional da Travessia o mais breve possível.

Ao assumir em janeiro deste ano, a nova gestão da DERSA encontrou um sistema com embarcações envelhecidas e uma manutenção lenta. Diante desta realidade, a atual administração tem se empenhado em agilizar o serviço de manutenção para garantir soluções mais rápidas. 

Já foram comprados novos motores e peças sobressalentes, com investimento de mais de R$ 10 milhões. Além disso, firmou contrato com uma empresa especializada na recuperação de motores, a fim de manter as unidades que ainda não requerem substituição em perfeitas condições de operacionalidade.

Visando a modernização de todo o sistema de travessias, o Governo do Estado deu início aos estudos sobre a concessão do serviço de balsas hoje administrado pela DERSA à iniciativa privada. A meta é que o sistema comece a ser modernizado já a partir de 2020.

Os usuários têm à disposição os seguintes canais de informação: site www.dersa.sp.gov.br; Twitter @travessiasdersa, telefone 0800 7733 711 e o aplicativo Travessias para smartphones.

Últimas Notícias

Os melhores do litoral

Confira algumas das melhores dicas de todo o litoral