O outro lado da atividade policial | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Geral
Foto: Reprodução/Internet

O outro lado da atividade policial

Internauta registra atitude simples, mas muito bonita, de policiais militares de Bertioga


21 de março de 2019 às 12:04
Por Eleni Nogueira

Uma noite chuvosa, um homem solitário, com dificuldade de locomoção. A cena comum para muitos transeuntes, não passou despercebida para duas pessoas, os soldados  Rocha e Tartaglione, da Polícia Militar de Bertioga, que na segunda-feira, 18, por volta das 21h30, foram filmados, pelo servidor público estadual Antonio Luiz, em uma ação solidária, no centro da cidade.

Autor: Antonio Luiz


O homem não identificado estava sentado na marquise de uma loja, em frente à padaria Quatro Azes, na avenida Anchieta. Chovia muito e havia poucas pessoas naquela região, naquele momento. A dificuldade daquela pessoa foi notada pelos policiais, que pararam a viatura do outro lado da rua e foram em seu socorro. Eles conversaram com o homem, depois o ajudaram a atravessar a rua para abrigá-lo na cobertura da padaria, enquanto abriam a porta da viatura para colocá-lo. Em seguida, o levaram até  sua residência. 

 

Em sua página, no Facebook, Antonio Luiz destacou o privilégio de filmar, o que ele chamou de "bela atitude dos policiais". Para a reportagem, ele destacou que passava no local, quando voltava do trabalho, em São Paulo, e viu toda a ação dos policiais. "O cidadão estava tremendo de frio, estava chovendo muito e vi que o policial foi com todo o carinho, pegando ele pelo braço e, quando reparei que ele estava dando este amparo, perguntei se podia filmar. O policial ficou sem graça, mas concordou", informou.  


Antonio Luiz disse que sentiu a necessidade de fazer a filmagem e de divulgar, porque considera que a polícia é uma classe desprestigiada na sociedade. Ele também ressaltou a importância de se propagar as boas atitudes, em um momento em que a população é bombardeada por más notícias e tragédias. "Divulga-se muito a violência e isso não é bom para a sociedade; quando você vê uma ação desse tipo é necessário que você exalte, para o bem de todos; parece que hoje se valoriza mais o erro do que o acerto."


A motorista da viatura, a policial Tartaglione, disse que ficou surpresa com a repercussão. Sobre a ação, disse que ela e seu companheiro perceberam que o senhor só estava ali sentado na chuva porque tinha dificuldade de locomoção. "Nós sentimos a necessidade de parar". Ela informou que levou o homem até a casa dele, onde foram recebidos pelo neto, que agradeceu. Sobre o trabalho da Polícia Militar, ela destacou: "Nós fazemos de tudo para ajudar as pessoas de bem". 

Últimas Notícias

Os melhores do litoral

Confira algumas das melhores dicas de todo o litoral