Forte dos Andradas, opção diferenciada de passeio em Guarujá | Sistema Costa Norte de Comunicação
Logo do Jornal Costa Norte
|
Geral
Foto: Helder Lima Fotografia

Forte dos Andradas, opção diferenciada de passeio em Guarujá

Por meio de agendamento é possível conhecer este grande monumento da arquitetura e da engenharia militar brasileira e sua rica área verde


19 de março de 2019 às 10:30
Por Da Redação
Foto: Helder Lima Fotografia

Forte dos Andradas,  em Guarujá
Forte dos Andradas, em Guarujá Foto: Helder Lima Fotografia

Foto: Luciana Sotelo

Foto: Luciana Sotelo

O Forte dos Andradas é um complexo bélico situado no Morro do Monduba, na costa voltada para o mar, na bela Praia do Guaiúba. O local, uma área de 2,1 milhões de metros quadrados faz parte de uma extensa área de preservação ambiental da Mata Atlântica e pode se visitado em passeios monitorados. Além de conhecer de perto os equipamentos históricos, a vista panorâmica do alto do morro é um convite à contemplação. 


Projetado em 1934 pelo tenente-cel. e engenheiro João Luiz Monteiro de Barros, foi concluído em 1942, durante a Segunda Guerra Mundial. Edificado de forma engenhosa, com muitas galerias encravadas nas rochas do morro, com o objetivo de ocultar as instalações dos canhões de tiro curvo (obuses) usados na defesa do acesso ao porto de Santos.


Tida como a última edificação defensiva construída no Brasil, possui um "Quartel de paz", que abriga o quartel general da 1ª Brigada de Artilharia Anti-Aérea, a Bateria do Comando e um "Quartel de guerra", situado no interior do morro. Atualmente faz parte do Sistema de Defesa da Costa Brasileira e abriga o quartel general do sistema atual de defesa anti-aérea e de costa das regiões Sul e Sudeste do Exército Brasileiro. 


O passeio começa com uma trilha estreita de dois quilômetros de extensão e contato direto com a natureza. Ao chegar ao quartel, há um longo túnel de 200 metros; o ambiente servia como base de operações e tem diversas salas preservadas: há banheiro, cozinha, alojamento, enfermaria, usina com gerador de energia, paiol, sala de cálculos balísticos, elevadores de transporte de munição.


Na parte mais alta do morro há quatro canhões de calibre 280mm, que eram abastecidos com granadas de 300. Com alcance máximo de 12 quilômetros, o material bélico foi utilizado pela última vez em 28 de janeiro de 1972, num treinamento, quando 32 granadas foram lançadas contra um reboque a oito quilômetros da costa. 


O passeio é gratuito e deve ser agendado pelo  e-mail: rpbrigada@gmail.com. São formados grupos de 50 pessoas por vez. A visita acontece às terças, quintas e sextas-feiras, e aos  sábados e domingos, em dois horários: das 9h30 ao meio-dia, e das 14h30 às 17 horas.

O endereço é rua Horácio Barreiro, s/n, na praia do Tombo.


Veja mais conteúdos como este em: https://beach.costanorte.com.br/


 

Últimas Notícias

Os melhores do litoral

Confira algumas das melhores dicas de todo o litoral